Quatro presos ficaram feridos durante um motim, nesta segunda-feira (24), na Unidade Prisional de Goiatuba, no sul goiano. Segundo a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), cerca de 120 detentos se revoltaram quando agentes de plantão flagraram um homem tentando arremessar drogas e celulares para dentro do presídio.

A confusão começou por volta das 2 horas. De acordo com a direção da unidade, os internos quebraram cadeados, queimaram colchões e tentaram invadir as celas de outra ala, onde ficam detentos ameaçados por outros internos.

A DGAP informou que agentes atiraram balas de borracha contra os presos, mas não foi o suficiente para contê-los. Por isto, chamaram o apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil até a chegada do Grupo de Intervenção Tática de Caldas Novas.

Após a chegada do reforço, os presos foram controlados e levados para o pátio do banho de sol. Os quatro detidos que ficaram feridos foram socorridos e levados ao Hospital Municipal de Goiatuba. Depois de receberem atendimento médico, eles voltaram para o presídio.

Conforme a DGAP, 15 internos identificados como “lideranças negativas que causaram o tumulto” vão ser transferidos, nesta manhã, para outras unidades prisionais. A diretoria não informou em quais cidades estes presídios estão localizados.

O homem que jogou a droga e os celulares dentro da cadeia foi preso e levado para a delegacia da cidade. A Polícia Civil investiga o caso.

A DGAP também determinou a abertura de uma sindicância para apurar o motim.

(FONTE: Site G1)