Segundo testemunhas, o homem assediava as alunas em sala de aula com brincadeiras de cunho sexual e oferecia nota para que elas aceitassem ficar com ele

Um professor do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás José Carrilho foi preso, na última sexta-feira (21), suspeito de manter relações sexuais com uma aluna de 13 anos, em Goianésia. O homem, de 30 anos, que não teve o nome relevado, era professor de matemática da rede pública de ensino.

De acordo com a Polícia Civil, o pai da criança procurou a delegacia no dia 5 de novembro após descobrir o ocorrido. Ele contou que o envolvimento do professor com a adolescente começou por mensagens do Facebook. Primeiro, o suspeito pediu que a aluna lhe enviasse fotos íntimas e, posteriormente, levou a adolescente para um motel da cidade.

Segundo relato de testemunhas, o homem assediava as alunas em sala de aula com brincadeiras de cunho sexual e oferecia nota para que elas aceitassem ficar com ele. A polícia afirma ser possível a existência de outras vítimas.

O professor foi preso temporariamente pelo crime de estupro de vulnerável. O crime, previsto no Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro, prevê pena de 8 a 15 anos de reclusão.

Por nota, a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce) esclareceu se tratar de funcionário em regime de contrato temporário e que o mesmo será exonerado do cargo. O caso está sendo investigado pela delegada Poliana Bergamo, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Goianésia.

(FONTE: Site Mais Goiás)