Justificar “o ódio e a violência” em nome de Deus é “uma grave profanação”, declarou nesta segunda-feira (4) o Papa Francisco em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, em discurso feito durante um encontro inter-religioso internacional.  Papa Francisco, que se tornou o primeiro pontífice a visitar a Península Arábica, fez um apelo à “liberdade religiosa”, ressaltando que ela “não se limita apenas à liberdade de culto” e que nenhuma prática religiosa deve ser “forçada” a outra pessoa.

“A liberdade religiosa (…) vê no outro um verdadeiro irmão, um filho da mesma Humanidade que Deus deixa livre e que por consequência nenhuma instituição humana pode forçar”, declarou diante de centenas de líderes de várias religiões.

Saiba mais em: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/02/04/papa-diz-que-odio-e-violencia-em-nome-de-deus-sao-injustificaveis.ghtml

Fonte: G1