O temporal que atingiu todo o estado do Rio de Janeiro na noite de ontem (6), com ventos de até 110 quilômetros por hora (km/h) já causou a morte de pelo menos cinco pessoas. Segundo informou há pouco, em entrevista coletiva, o prefeito Marcelo Crivella, duas pessoas morreram em Pedra de Guaratiba, na zona oeste, em consequência do desabamento de uma casa. Duas pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Lourenço Jorge.

Na favela da Rocinha, em São Conrado, na zona sul, uma pessoa morreu em decorrência de uma queda de barreira. Na favela do Vidigal, na Avenida Niemeyer, a queda de um muro matou outra pessoa. Ainda no Vidigal, a queda de uma árvore nas rochas matou uma jovem, que ficou presa entre as ferragens de um ônibus praticamente destruído.

O número de mortos, no entanto, pode chegar a seis: há suspeita de que uma segunda pessoa ainda se encontre entre as ferragens do mesmo ônibus. Os bombeiros ainda estão no local tentando encontrar o corpo, já que a parte da frente do coletivo ficou totalmente destruída.

Saiba mais em:  https://www.emaisgoias.com.br/sobe-para-cinco-numero-de-mortes-causadas-pela-chuva-no-rio/

Fonte: Mais Goiás