Com laudo para 17 brinquedos, Mutirama tem reinauguração mantida para sábado.

A prefeitura de Goiânia mantém a reinauguração do Parque Mutirama para este sábado (29), porém, dos 22 brinquedos existentes, 17 estarão disponíveis nos primeiros dias de uso. Nesse período inicial, a cobrança de entradas está suspensa e a reabertura dos portões está programada para as 8h.

O parque permaneceu 1 ano e sete meses fechado depois que um acidente em um brinquedo sem manutenção feriu 11 pessoas, em julho de 2017. Nesse tempo, segundo a prefeitura, foram realizados diagnóstico e reparos em 20 atrações, com acompanhamento do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-GO).

Do total de atrações, apenas o teleférico e a Casa Mau Assombrada ainda não foram recuperados. Conforme expõe a Prefeitura, estes serão reformados com o parque já em funcionamento. Na oportunidade, o teleférico receberá um módulo manual de segurança, o qual, permitira o retorno da estrutura mesmo em caso de falha na rede elétrica e/ no gerador.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/com-laudo-para-17-brinquedos-mutirama-tem-reinauguracao-mantida-para-sabado-29/

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 termina  hoje

Os trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) têm esta sexta-feira (28) para sacar o Abono Salarial do calendário 2018/2019. Os valores vão de R$ 84 até R$ 998, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano-base 2017.

De acordo com a Caixa, os benefícios, que totalizam R$ 16,9 bilhões, foram liberados de forma escalonada para 22,5 milhões de beneficiários, conforme o mês de nascimento, e agora estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês. Até maio, o banco pagou R$ 15,6 bilhões a 20,6 milhões trabalhadores.O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site do banco ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone: 0800 726 0207.

Pode a sacar o abono o trabalhador inscrito no PIS ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Saiba mais em: https://www.emaisgoias.com.br/saque-do-abono-salarial-do-pis-20182019-termina-nesta-sexta-28/

Gilmar: se forem reais, diálogos de Moro são absurdos e podem anular penas

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, declarou nesta quarta-feira 26 que, “se de fato aconteceram”, as conversas vazadas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol “não são ortodoxas” e uma implicação pode ser a “nulificação de condenações”. Em entrevista para a Globo News, Gilmar reconheceu que outros casos semelhantes ocorrem no Brasil, mas pediu que não se normalize um “absurdo”.

“Essas conversas de consulta entre promotor e juiz, dessa maneira, não existem”, disse o ministro, que completou: “O Brasil normalizou os absurdos, mas não vamos normalizar isso. Não é normal esse tipo de consulta. Se vocês me perguntarem: existe? Sim, claro. Isso de alguma forma se estruturou [no Brasil], mas não é correto. Se as conversas aconteceram de fato, elas não são ortodoxas. O juiz não pode aconselhar a parte, isso diz o texto”.

Saiba mais em: https://veja.abril.com.br/politica/gilmar-se-forem-reais-dialogos-de-moro-sao-absurdos-e-podem-anular-penas/

Termina na 6ª feira saque do abono do PIS; veja se tem direito a até R$ 998

Termina nesta sexta-feira (28) o prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou em 2017. O valor varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o tempo trabalhado naquele ano. Quem não fizer o saque perderá o direito ao benefício.

Até terça (25), mais de 2,2 milhões de pessoas que têm direito ainda não haviam sacado o dinheiro, de acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Saiba quem tem direito a sacar o abono em: https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/06/27/saque-do-abono-do-pis-prazo-final-28-de-junho.amp.htm

Segunda Turma do STF decide julgar se Moro foi parcial com Lula

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu julgar na sessão desta terça-feira, 25, o habeas corpus em que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pede que seja declarada a parcialidade do ex-juiz federal e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, no processo da Operação Lava Jatoreferente ao tríplex do Guarujá. O pedido pode levar à anulação da sentença de Moro no caso e fazer com que o ex-presidente deixe a prisão.

Antes de analisarem se o ex-juiz foi parcial ou não, os ministros do colegiado julgarão outro habeas corpus de Lula, contra uma decisão do relator da Lava Jato no STJ, Felix Fischer. A Segunda Turma do STF é composta pelos ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Celso de Mello, Edson Fachin e Ricardo Lewandowski.

A decisão de analisar a ação movida pelos defensores do petista já nesta terça foi tomada após Gilmar Mendes ter retirado o habeas corpus da pauta, na segunda-feira 24 – a prerrogativa cabe a ele porque o julgamento, iniciado em dezembro, foi interrompido por um pedido de vista de Gilmar, ou seja, o ministro solicitou mais tempo para estudar o assunto. Se a retirada de pauta se mantivesse, o caso só seria analisado em agosto, após o recesso do Judiciário.

Saiba mais em: https://veja.abril.com.br/politica/segunda-turma-do-stf-decide-julgar-se-moro-foi-parcial-com-lula/amp/

Bolsonaro diz que há 99% de chance de F-1 ir para o Rio

Após reunião no Palácio do Planalto com o comando da categoria, o presidente disse que a transferência para o Rio de Janeiro é uma forma de o evento esportivo não deixar o país.

O contrato com São Paulo vencme em 2020, e o diretor-geral da F-1, Chase Carey, tem negociado com os governadores Wilson Witzel (Rio de Janeiro) e João Doria (São Paulo).

“Nós não perderemos a Fórmula 1. O contrato vence ano que vem, e eles resolveram realizá-la no Rio de Janeiro. Fora isso, seria a saída do Brasil. É praticamente 99% a chance de termos a Fórmula 1 a partir de 2021 no Rio de Janeiro”, disse Bolsonaro.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/bolsonaro-diz-que-ha-99-de-chance-de-f-1-ir-para-o-rio/

Moro publica mensagem em latim e internautas ‘esbanjam cultura’.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, brindou os internautas com um pouco de seu repertório cultural neste domingo (23). Horas após a divulgação de novas mensagens trocadas por ele e integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato , o ex-juiz recorreu ao Twitter para citar o poeta romano Horácio (65 a.C. – 8 a.C.). “Um pouco de cultura. Do latim, direto de Horácio, parturiunt montes, nascetur ridiculus mus “, escreveu o ministro.

A mensagem, conforme tradução do ‘ Dicionário de Latim ‘, significa “As montanhas partejam, nascerá um ridículo rato” e foi dita por Horácio numa crítica ao grande espalhafato de um empreendimento que fracassa na execução – o que, no atual contexto, pode ser interpretado como um recado de desdém de Sergio Moro às revelações feitas pelo jornal Folha de S.Paulo.

Saiba mais em:https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-06-23/tweet-de-sergio-moro-em-latim-inspira-memes-na-internet.html

Mais de 400 pilotos assinam ação coletiva contra Boeing por ter ocultado ‘falhas de projeção’

O principal demandante, conhecido como Piloto X, desejou manter o anonimato por “temer represálias por parte da Boeing e descriminação por parte dos clientes da Boeing”.

A ação coletiva, que foi apresentada na sexta-feira (21), reclama uma indenização para mais de 400 pilotos da companhia aérea, alegando que a Boeing “se empenhou em um encobrimento sem precedentes das conhecidas deficiências de concepção do MAX que, como esperado, provocou as catástrofes de dois aviões MAX e a subsequente imobilização dos aviões deste modelo em todo o mundo”, informa portal australiano ABC.

Pilotos continuam sendo afetados por prejuízos econômicos e não só

Na demanda, que será examinada em outubro próximo no tribunal de Chicago, os pilotos afirmam que continuam sendo afetados por uma perda significativa de salários, entre outros prejuízos econômicos e não só, por a frota global de aviões 737 MAX ter ficado em terra.

Saiba mais em:https://br.sputniknews.com/amp/americas/2019062314101942-mais-de-400-pilotos-assinam-acao-coletiva-contra-boeing-por-ter-ocultado-falhas-de-projecao/

Fies: inscrição começa na próxima terça-feira, 25 de junho

inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) abrem na próxima terça feira (25/6) e encerram no dia 1º de julho. Para se inscrever, o interessado deve acessar o site do Fies.

Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir do 2010. E tenha obtido nas provas uma média igual ou superior a 450 pontos. Além disso, é preciso ter tirado nota acima de zero na redação.

Quem pode fazer a inscrição no Fies

Para participar do Fies, é preciso ter renda familiar mensal bruta per capta de, no máximo, três salários mínimos por pessoa e estar matriculado em um curso superior cadastrado no programa e que seja reconhecido pelo Ministério da Educação. Candidatos inadimplentes com o programa ou que já tenham sido contemplados anteriormente não podem participar.

Saiba mais em: https://diaonline.com.br/2019/06/22/fies-inscricao-comeca-na-proxima-terca-feira-25-de-junho/?utm_source=Suelen+Mota&utm_campaign=diaonline-author

‘Dificilmente teremos concursos no Brasil nos próximos poucos anos’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro informou neste sábado que o ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu reduzir concursos públicos a poucas áreas, e citou que as exceções são para Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. O motivo seria falta de verba. “Fora isso, dificilmente teremos concursos no Brasil nos próximos poucos anos”, afirmou o presidente a jornalistas.

Na manhã de ontem, o presidente saiu do Palácio da Alvorada rumo ao prédio médico na área do Palácio do Planalto, onde fez exames antes de sua viagem ao Japão, para encontro do G-20, na próxima semana.

O presidente Jair Bolsonaro também criticou projeto de lei na Câmara que transfere a parlamentares o poder de indicar integrantes de agências reguladoras. Segundo ele, a medida vai transformá-lo em uma “Rainha da Inglaterra”, que reina, mas não governa.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/dificilmente-teremos-concursos-no-brasil-nos-proximos-poucos-anos-diz-bolsonaro/