Alemã é a primeira mulher indicada para comandar o poder Executivo da União Europeia

BRUXELAS – Após três dias de negociações e a suspensão de uma reunião ainda na segunda-feira, 1, a repartição dos quatro cargos de alto escalão da nova legislatura da União Europeia foi definida nesta terça-feira, 2. Pela primeira vez, uma mulher é indicada para a presidência da Comissão Europeia, o cargo mais cobiçado do bloco.

A escolhida é a ministra da Defesa da Alemanha, Ursula von der Leyen. Além dela, outra mulher, Christine Lagarde, atual diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), foi indicada para a presidência do Banco Central Europeu (BCE). Essa também é a primeira indicação de uma mulher para o cargo. Caso aprovadas, von der Leyes e Lagarde assumirão seus postos por cinco e oito anos, respectivamente.

Com elas, o ministro das Relações Exteriores da Espanha, Josep Borrell, é a indicação para ocupar o posto de alto representante para Política Externa e Segurança da UE. O primeiro-ministro belga interino, Charles Michel, foi eleito presidente do Conselho Europeu.

Saiba mais em: https://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,alema-e-a-primeira-mulher-indicada-para-comandar-o-poder-executivo-da-uniao-europeia,70002901011

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: