A Superintendência de Controle e Fiscalização, da Secretaria da Economia, identificou a omissão de aproximadamente R$ 80 milhões entre ICMS sonegado, multas e juros, por uma rede nacional do comércio varejista de medicamento em Goiás. O nome da empresa não foi divulgado.