Todos os posts de Thiago Magalhaes

Boeing 747 ASB, o modelo que poderia ter matado o 777

O Boeing 747 ASB foi originalmente concebido como o avião de médio alcance perfeito que poderia preencher o nicho exigido pelos concorrentes do momento, sem ter que desenvolver uma aeronave totalmente nova.

Mas apesar de algum interesse das companhias aéreas, o 747 ASB nunca decolou.

O ASB – Advanced Short Body, ou “Corpo Curto Avançado”, foi projetado em resposta ao lançamento do A340 pela Airbus e ao famoso MD-11 da McDonnell Douglas em 1986.

A ideia foi essencialmente uma combinação da tecnologia avançada do Boeing 747-400 com o corpo curto do 747 SP – “Special Performance” de ultra-longo alcance do Jumbo.

Continue lendo em:https://www.aeroin.net/boeing-747-asb-poderia-ter-matado-o-777/

Moro e procuradores planejaram divulgar dados para atacar governo da Venezuela

Em agosto de 2017, após recomendação do então juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça, os procuradores da “lava jato” se mobilizaram para divulgar trechos de delações premiadas que citassem a Venezuela. Pelo teor das conversas, queriam interferir na situação política do país e contribuir com a oposição ao presidente Nicolás Maduro. “Eles têm direito de se insurgir”, disse Deltan Dallagnol, no dia 5 de agosto de 2017.

É o que mostram mensagens divulgadas neste domingo (7/7) pelo jornal Folha de S.Paulo e pelo site The Intercept Brasil.

Sergio Moro quis divulgar dados sigilosos de delação da Odebrecht.
Marcelo Camargo / Agência Brasil

Em agosto de 2017, Moro enviou mensagem pelo Telegram ao procurador Deltan Dallagnol. “Talvez seja o caso de tornar pública a delação da Odebrecht sobre propinas na Venezuela”, disse o juiz. “Isso está aqui ou na PGR?”

Continue lendo em: https://www.conjur.com.br/2019-jul-07/moro-procuradores-planejaram-divulgar-dados-atacar-maduro

Campinas completa 209 anos e recebe nova edição do Mutirão da Prefeitura

A sede do Executivo Municipal foi transferida, simbolicamente, para o Setor Campinas nesta segunda-feira (8). O bairro, que já chegou a ser um município goiano, completa 209 anos. Além da mudança, também acontece na região o 23º Mutirão da Prefeitura, que é realizado no Parque Campininha das Flores.

A expectativa é de que as atividades beneficiem 25 bairros da região. Serão oferecidos 120 serviços municipais nos setores de saúde, assistência social, cidadania, educação, finanças, orientações judiciais, emissão de documentos, entre outros.

Com parceria com o Estado, o mutirão levou serviços do Vapt Vupt, que contou com órgãos como Detran, Ipasgo e Procon. Outra novidade são cinco oftalmologistas que realizam atendimentos gratuitos à população.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/campinas-completa-209-anos-e-recebe-nova-edicao-do-mutirao-da-prefeitura/

Dois moradores de rua morrem durante o final de semana em Anápolis; IML descarta hipotermia

O Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis descartou a possibilidade hipotermia nos casos dos moradores de rua encontrados mortos durante o final de semana, em Anápolis, na região Central de Goiás. Como a morte foi natural, a causa é investigada pelo Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Contudo, os exames macroscópicos constataram as causas básica sendo cirrose hepática e infarto. O Laudo completo deve ficar pronto em 30 dias.

Os moradores de rua foram encontrados mortos na manhã de sábado (6) e domingo (7), nos bairros JK e Maracanã, respectivamente. Os cadáveres foram encontrados sem sinais de agressões e agasalhados. Contudo, como a temperatura na cidade chegou aos 7 graus neste final de semana, os médicos não descartaram a possibilidade de hipotermia.

De acordo com a Secretária de Desenvolvimento Social de Anápolis, Eerizânia de Freitas Lobo, a pasta tem realizado ações juntamente com a Secretaria de Esportes para atender os moradores em situação de rua. “A ação já é desenvolvida desde 2017, mas no período de frio nós intensificados. Então nós oferecemos alojamentos para os moradores de rua no Ginásio Internacional Newnton de Faria para que eles possam passar a noite, tomar banho quente, dormir em camas com colchões, lençóis, travesseiros e cobertores. Os abrigados também vão receber comida”, explica a secretária.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/dois-moradores-de-rua-morrem-durante-o-final-de-semana-em-anapolis-iml-descarta-hipotermia/

Detento morre dentro de cela em presídio de Anápolis

Um detento foi encontrado morto dentro do Centro de Inserção Social Monsenhor Luís IIc, em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, na noite desta sexta-feira (5). De acordo com a Polícia Civil (PC), Ângelo Pereira Nunes, de 72 anos, passou mal dentro da cela e foi ajudado pelos colegas.

Por meio de nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para socorrer o detento, mas apenas constatou o óbito no local.

Ainda segundo a pasta, o idoso cumpria pena por estupro de vulnerável. A nota ainda destaca que “a direção do local já realizou as devidas notificações ao Ministério Público e Poder Judiciário. Internamente, foram abertos procedimentos administrativos para apuração do fato.”

Fonte:https://www.emaisgoias.com.br/detento-morre-dentro-de-cela-em-presidio-de-anapolis/

Frio bate recorde em Goiás e temperaturas chegam a -1º

Uma massa de ar frio vinda da região Sul do Brasil fez Goiás bater o recorde de frio em 2019. Até a manhã deste domingo (7), Jataí, uma das cidades mais afetadas, registrou mínima de -1ºC. Os termômetros de Goiânia, por sua vez, marcaram 5,8ºC.

Em Rio Verde e Mineiros, no Sudoeste goiano, os registros foram de 3,1 e 5,4ºC na madrugada deste domingo. Previsão é de que os termômetros cheguem a marcar até 6ºC em municípios vizinhos. No sábado (6), a temperatura mais baixa das cidades citadas foi de 7,2 e 7,6ºC, respectivamente.

A população da região Sul também pode se preparar para enfrentar o frio. A expectativa, conforme o Instituto Nacional de Metereologia (Inmet), é de até 7ºC em Itumbiara, por exemplo.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/frio-bate-recorde-em-goias-e-temperaturas-chegam-a-1oc/

PF não investiga mensagens da Lava Jato e fere código; juristas criticam

A Polícia Federal (PF), subordinada ao ministro da Justiça, Sergio Moro, apura o vazamento de mensagens de Telegram do ex-juiz e de procuradores da Lava Jato, mas não investiga o conteúdo das conversas em si, se ele representa ou não um crime. Mas, segundo investigadores da própria PF e juristas ouvidos pelo UOL, a apuração deveria ser completa, como determina a legislação brasileira, já que as mensagens podem revelar crimes.

A PF no Paraná, que apura o caso de procuradores como Deltan Dallagnol e da juíza substituta Gabriela Hardt, não solicitou os telefones celulares dos mais de 15 membros do Ministério Público, que anunciaram que apagaram as mensagens. O órgão justificou à reportagem que “eventual perícia não é necessária”: “O conteúdo das mensagens não está sendo apurado; isso não é objeto da investigação”, disse a assessoria da corporação em Curitiba.

Saiba mais em: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/07/06/pf-nao-investiga-conteudo-de-mensagens-da-vaza-jato-juristas-criticam.amp.htm

Embraer oferece curso gratuito de desenvolvimento de sistemas

Jovens entre 16 e 22 anos, que residam em São José dos Campos, podem participar do Programa Aprendiz da Embraer. São 30 vagas para interessados em obter formação técnica na área de Desenvolvimento de Sistemas.
A capacitação, que começa em agosto e é ministrada em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), dura um ano e meio, com 20 horas semanais de ensino. Os estudantes vão aprender sobre Sistemas Operacionais, Hardware e Redes, Banco de Dados, Programação e Interfaces para Dispositivos Móveis, Modelagem de Software e outros

Saiba mais em:https://amp.olhardigital.com.br/noticia/embraer-oferece-curso-gratuito-de-desenvolvimento-de-sistemas/87656

Previdência: em última votação, deputados derrubam imposto rural, e economia com reforma cai para R$ 987 bilhões

BRASÍLIA — No último destaque antes de encerrar a votação da reforma da na comissão especial da Câmara, na madrugada desta sexta-feira, os deputados derrubaram a reoneração das contribuições previdenciárias sobre exportações agrícolas. A medida resultaria em uma economia de R$ 84 bilhões em dez anos e foi incluída pelo relator da proposta, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Com isso, economia projetada com a reforma cairá para R$ 987 bilhões em uma década

Quer saber quanto tempo falta para você se aposentar Simule aqui na calculadora da Previdência

O destaque da bancada ruralista, apresentado por PP, MDB e PTB, inclui também uma modificação no texto da reforma para permitir a renegociação e perdão de dívidas previdenciárias de produtores rurais. A votação foi negociada entre a bancada ruralista e o governo e o destaque foi aprovado por 23 votos a favor e 19 contra.

Saiba mais em:https://oglobo.globo.com/economia/previdencia-em-ultima-votacao-deputados-derrubam-imposto-rural-economia-com-reforma-cai-para-987-bilhoes-23785512?versao=amp

“Nosso sistema jurídico admite que o juiz produza prova”, diz magistrado federal

Desde que começou sua campanha contra Sergio Moro, Glenn Greenwald tenta criminalizar os contatos mantidos pelo ex-juiz com procuradores e delegados da Lava Jato.

Greenwald adota como parâmetro a Justiça americana, enquanto o sistema brasileiro é inspirado no modelo italiano, que permite até que juízes produzam prova.

“Na Itália, juízes e promotores compõem a mesma carreira, fazem o mesmo concurso, têm muito mais diálogo, têm muito mais proximidade”, explica o juiz federal Nagibe de Melo Jorge, da 3ª Turma Recursal da Justiça Federal do Ceará.

“Nosso sistema jurídico admite que o juiz produza prova. O juiz não é a fonte primária da prova, pois não é ele quem acusa. Mas quando ele tem dúvida, quando falta alguma coisa no processo ou se ficou pouco claro, a lei admite que ele indique e produza uma prova. Então, isso é diferente do que a gente vê nos filmes”, completa.

Saiba mais em:https://www.oantagonista.com/brasil/nosso-sistema-juridico-admite-que-o-juiz-produza-prova-diz-magistrado-federal/amp/