Bolsonaro e Maia acertam relação direta, sem interlocutores, para evitar ruídos

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acertaram no final de semana que, a partir de agora, terão uma relação sem intermediários, de contato direto.

Se o presidente da República quiser falar com Maia, não precisa mandar mensagem por ministros. Mandará mensagem direta no celular do presidente da Câmara, e vice-versa.

Uma das avaliações feitas nos bastidores por aliados de ambos é a de que recados enviados por interlocutores abrem margem para interpretações diversas, os tais ruídos de comunicação.

A conversa do final de semana, segundo relatos obtidos pelo blog, foi classificada como “a melhor conversa entre eles”, e, o mais importante: “uma conversa na política”.

Bolsonaro repetiu a Maia que, se a proposta de reforma da Previdência der certo, eles darão certo juntos, e que é preciso diminuir a pobreza no Brasil.

Diferentemente da primeira conversa a sós – no começo do ano –, desta vez não houve nenhum tipo de abordagem sobre o que querem os parlamentares. Isso é tarefa para o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que cuida das demandas dos deputados.

Bolsonaro e Maia ficaram de pensar juntos a melhor forma de relacionamento com a Câmara – se for o que está dado, a reforma será aprovada, mas será preciso o governo compreender a importância dos partidos para garantir celeridade e, também, um texto mais robusto na Casa.

A preocupação de Maia no encontro era afastar qualquer ideia de que estaria pleiteando cargos para deputados. De novo, isso é assunto para Onyx. Entre Maia e Bolsonaro, a conversa será outra e, conforme combinado, direta e reta.

Saiba mais em: https://g1.globo.com/politica/blog/andreia-sadi/post/2019/04/29/bolsonaro-e-maia-acertam-relacao-direta-sem-interlocutores-para-evitar-ruidos.ghtml

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: