Arquivo da categoria: Brasil

Em meio ao desmonte da política ambiental, desmatamento da Amazônia cresce 88% em junho

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento na Amazônia totalizou 920 quilômetros quadrados.

Os dados que apontam aumento de 88,4% são preliminares, mas indicam que a cifra anual oficial, baseada em imagens mais detalhadas e mensurada durante os 12 meses transcorridos até o final de julho, está a caminho de superar o número do ano passado.

Saiba mais em:https://www.brasil247.com/brasil/em-meio-ao-desmonte-da-politica-ambiental-desmatamento-da-amazonia-cresce-88-em-junho?amp

WhatsApp apresenta instabilidade e não baixa fotos e áudios

O aplicativo de troca de mensagens WhatsApp tem apresentado instabilidade na manhã desta quarta-feira (3). Usuários de sistemas Android e IOS (iphone) estão com problemas para enviar e baixar áudios e imagens. Os erros também ocorrem na versão web do mensageiro.

De acordo com o site Tech Tudo, usuários do Twitter apontam que o aplicativo parou de funcionar por volta das 10h40 desta quarta. O Site DownDetector, que monitora o funcionamento de serviços online, relata que o problema atinge principalmente Brasil, Argentina e Alemanha, entre outros países europeus, desde as 10h50.

Ao tentar carregar uma foto no aplicativo, o usuário recebe a mensagem “não foi possível transferir a imagem. Tente novamente. Se o problema continuar a acontecer, tente se conectar a uma rede Wi-Fi”.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/whatsapp-apresenta-instabilidade-e-nao-baixa-fotos-e-audios/

Unidos por Moro, grupos na Paulista racham entre apoiar ou não Bolsonaro

Apesar do consenso no apoio irrestrito ao ministro Sergio Moro e à operação Lava Jato, os movimentos organizadores da manifestação de hoje na Avenida Paulista, em São Paulo, divergiram em outros pontos, principalmente no alinhamento ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Foram quatro os principais grupos que organizaram o protesto na capital paulista: Vem Pra Rua, Nas Ruas, MBL (Movimento Brasil Livre) e uma espécie de consórcio entre o Direita SP, ligado a parlamentares do PSL em São Paulo, e grupos menos expressivos. Também participaram do ato coletivos menores, além de manifestantes independentes

Entre os principais organizadores, Nas Ruas e o consórcio do Direita SP defendiam explicitamente o presidente e seu governo. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi criticado abertamente pelos dois grupos de manifestantes. Veja mais em:https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/06/30/apoio-a-bolsonaro-divide-grupos-em-manifestacao-pro-moro-em-sp.htm?foto=2

Os turbulentos primeiros seis meses do governo Bolsonaro

Atritos com Congresso, disputa por poder e poucos resultados marcaram o primeiro semestre de Bolsonaro no comando do país. Para analistas, natureza impulsiva do presidente é contraproducente.Vídeos duvidosos, grandes provérbios, muitos tuítes e pouca política de verdade. Em seis meses turbulentos como presidente, Jair Bolsonaro desperdiçou capital político e decepcionou as expectativas.

O troco: apenas 32% da população considera seu trabalho ótimo ou bom, segundo pesquisa divulgada na última semana. E a tendência é cair ainda mais. A queda de popularidade não é de admirar, disse à DW o cientista político Marco Aurélio Nogueira, pois, “em seis meses, ele não fez nada”.

Continue lendo em:https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/deutschewelle/2019/07/01/os-turbulentos-primeiros-seis-meses-do-governo-bolsonaro.htm

Manifestantes pró-Bolsonaro protestam a favor de Sérgio Moro e Lava-Jato, em Goiânia

Apoiadores do ministro Sérgio Moro e do presidente Jair Bolsonaro se reuniram, na tarde deste domingo (30), em frente à sede da Polícia Federal, em Goiânia, para realizar um ato em defesa da Operação Lava-Jato. A manifestação estava prevista para iniciar às 15h.

De acordo com a organização do ato, cerca de duas mil pessoas participaram do protesto. Os manifestantes, trajando roupas verde e amarelo, pediam o fim da corrupção no Brasil, “faxina no STF” e apoiavam a Lava-Jato. Dentre muitas exigências, alguns ativistas pediam, especificamente, o impeachment dos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Marco Aurélio, todos do Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante o ato, os apoiadores de Moro também protestaram contra o deputado federal Rodrigo Maia (DEM). Em contrapartida, a população ovacionava o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O ministro foi constantemente chamado de herói.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/manifestantes-pro-bolsonaro-protestam-a-favor-de-sergio-moro-e-lava-jato-em-goiania/

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 termina  hoje

Os trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) têm esta sexta-feira (28) para sacar o Abono Salarial do calendário 2018/2019. Os valores vão de R$ 84 até R$ 998, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano-base 2017.

De acordo com a Caixa, os benefícios, que totalizam R$ 16,9 bilhões, foram liberados de forma escalonada para 22,5 milhões de beneficiários, conforme o mês de nascimento, e agora estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês. Até maio, o banco pagou R$ 15,6 bilhões a 20,6 milhões trabalhadores.O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site do banco ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone: 0800 726 0207.

Pode a sacar o abono o trabalhador inscrito no PIS ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Saiba mais em: https://www.emaisgoias.com.br/saque-do-abono-salarial-do-pis-20182019-termina-nesta-sexta-28/

Gilmar: se forem reais, diálogos de Moro são absurdos e podem anular penas

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, declarou nesta quarta-feira 26 que, “se de fato aconteceram”, as conversas vazadas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol “não são ortodoxas” e uma implicação pode ser a “nulificação de condenações”. Em entrevista para a Globo News, Gilmar reconheceu que outros casos semelhantes ocorrem no Brasil, mas pediu que não se normalize um “absurdo”.

“Essas conversas de consulta entre promotor e juiz, dessa maneira, não existem”, disse o ministro, que completou: “O Brasil normalizou os absurdos, mas não vamos normalizar isso. Não é normal esse tipo de consulta. Se vocês me perguntarem: existe? Sim, claro. Isso de alguma forma se estruturou [no Brasil], mas não é correto. Se as conversas aconteceram de fato, elas não são ortodoxas. O juiz não pode aconselhar a parte, isso diz o texto”.

Saiba mais em: https://veja.abril.com.br/politica/gilmar-se-forem-reais-dialogos-de-moro-sao-absurdos-e-podem-anular-penas/

Termina na 6ª feira saque do abono do PIS; veja se tem direito a até R$ 998

Termina nesta sexta-feira (28) o prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou em 2017. O valor varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o tempo trabalhado naquele ano. Quem não fizer o saque perderá o direito ao benefício.

Até terça (25), mais de 2,2 milhões de pessoas que têm direito ainda não haviam sacado o dinheiro, de acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Saiba quem tem direito a sacar o abono em: https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/06/27/saque-do-abono-do-pis-prazo-final-28-de-junho.amp.htm

Segunda Turma do STF decide julgar se Moro foi parcial com Lula

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu julgar na sessão desta terça-feira, 25, o habeas corpus em que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pede que seja declarada a parcialidade do ex-juiz federal e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, no processo da Operação Lava Jatoreferente ao tríplex do Guarujá. O pedido pode levar à anulação da sentença de Moro no caso e fazer com que o ex-presidente deixe a prisão.

Antes de analisarem se o ex-juiz foi parcial ou não, os ministros do colegiado julgarão outro habeas corpus de Lula, contra uma decisão do relator da Lava Jato no STJ, Felix Fischer. A Segunda Turma do STF é composta pelos ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Celso de Mello, Edson Fachin e Ricardo Lewandowski.

A decisão de analisar a ação movida pelos defensores do petista já nesta terça foi tomada após Gilmar Mendes ter retirado o habeas corpus da pauta, na segunda-feira 24 – a prerrogativa cabe a ele porque o julgamento, iniciado em dezembro, foi interrompido por um pedido de vista de Gilmar, ou seja, o ministro solicitou mais tempo para estudar o assunto. Se a retirada de pauta se mantivesse, o caso só seria analisado em agosto, após o recesso do Judiciário.

Saiba mais em: https://veja.abril.com.br/politica/segunda-turma-do-stf-decide-julgar-se-moro-foi-parcial-com-lula/amp/

Bolsonaro diz que há 99% de chance de F-1 ir para o Rio

Após reunião no Palácio do Planalto com o comando da categoria, o presidente disse que a transferência para o Rio de Janeiro é uma forma de o evento esportivo não deixar o país.

O contrato com São Paulo vencme em 2020, e o diretor-geral da F-1, Chase Carey, tem negociado com os governadores Wilson Witzel (Rio de Janeiro) e João Doria (São Paulo).

“Nós não perderemos a Fórmula 1. O contrato vence ano que vem, e eles resolveram realizá-la no Rio de Janeiro. Fora isso, seria a saída do Brasil. É praticamente 99% a chance de termos a Fórmula 1 a partir de 2021 no Rio de Janeiro”, disse Bolsonaro.

Saiba mais em:https://www.emaisgoias.com.br/bolsonaro-diz-que-ha-99-de-chance-de-f-1-ir-para-o-rio/