Arquivo da categoria: Cultura

Lollapalooza Brasil: festival divulga line-up por dia; confira

lollapalooza2018-b150dc9a4e8319a64afd706854ad1937-1200x600O Lollapalooza ainda está longe, mas o festival divulgou o line-up detalhado da edição brasileira nesta quinta-feira (13). Além disso, também confirmou a presença de Letrux. Essa é a segunda atração confirmada de última hora; na terça-feira (11), foi anunciada a banda de rock americana King of Leon.

Para a sexta-feira, no dia 5 de abril, foram escalados Arctic Monkeys, Os Tribalistas e Sam Smith como atrações principais. No sábado, dia 6, os headliners são Post Malone, King of Leon e Lenny Kravitz. Para o domingo, ficaram Kendrick Lamar e Twenty One Pilots.

O Lollapalooza Brasil 2019 acontecerá no Autódromo de Interlagos, zona sul de São Paulo.

fonte: http://www.metrojornal.com.br

Caldas Novas terá festival de música na virada do ano

Quem for virar o ano em Caldas Novas terá a oportunidade de entrar no clima praiano. A cidade das águas quentes receberá um festival de músicas entre os dias 29 e 31 de dezembro, no Resort do Lago. O cenário paradisíaco reúne pôr do sol às margens do Lago Corumbá,  sol, areia, bebida gelada e mais de 8  atrações. Entre elas, Israel e Rodolffo, Vinne, Larissa Lahw e Lothief.

caldas-novas-tera-festival-de-musica-na-virada-do-anoO evento terá mais de mil metros quadrados de infraestrutura. “Teremos espaço de alimentação e descanso. Também a área  de shows e o clima de praia com uma vista incrível do lago e toda natureza”, afirma Henrique Has, organizador da festa.
A noite do dia 29 de dezembro será da festa Allure Best In Coming. Vinne, Lothief, Stanka, Allef, 2Gether e Giovanni comandam a pista de dança com muita música. O evento começa às 23h e termina às 7h da manhã.
No dia 30 de dezembro o paraíso fica em clima sertanejo. A Violada Sunset contará com show de Israel e Rodolffo. Além da dupla, também Larissa Lahw, Baile do Troncoso, Diego Arantes e Allef.
Já a noite chamada de Caldas Paradise, no dia 31 de dezembro, terá shows de Tallys e Taufic, Ávila, Allef e Marianelli entre outros.
O passaporte do primeiro lote custa R$ 220 e dá direito a entrada nos três dias de evento. Para quem não quer comprar o passaporte, também serão vendidos ingressos avulsos. O primeiro lote da Festa Allure (29/12) custa R$ 90. Assim como o primeiro lote da Violada Sunset (30/12), que também custa R$ 90. Já o ingresso avulso da Virada Open Bar custa  R$ 160.
O quê: Festival Réveillon Paradise
Data: 29, 30 e 31 de dezembro
Local: Resort do Lago, Caldas Novas Goiás

Feira artesanal Ayó Axé começa nesta quarta-feira (12)

unnamedGoiânia sedia esta sexta-feria (14), a Ayó Axé – Feira de Artesanato Afro-Brasileira. O evento esta sendo realizado na Vila Cultural Cora Coralina  com entrada gratuita e conta com palestras, oficinas, feira e apresentações culturais. O projeto realizado pela Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduce), Fundo de Arte e Cultura, e Governo de Goiás.  O evento conta com expositores de vestuário e acessórios (Shanti Vestimenta Africana, Tafá, Equilibrium, Njinga Moda Afro, Raquel Rocha e Salmo Afro), artesanato (Arte em Nós, Ateliê Terra Vive, Balaio Arte, Da Carioca, Empório das Artes), alimentação (Arrumadinho do Nordexte e Scheilla Moura) e até de instrumentos musicais (Batuque do Cerrado).

O objetivo da Ayó Axé é propor a conscientização de expositores e visitantes sobre o patrimônio cultural e social que descende da produção artesanal afro-brasileira, além da valorização desses produtos por meio da comercialização conjunta na feira. As palestras educativas com temas que discutem o empreendedorismo, patrimonialização da cultura e apropriação cultural também visam despertar o sentimento de pertença e valorização dos bens culturais.

A idealizadora do evento, Adelbiane Campos, explica que expor os diferentes saberes e fazeres dos artesãos é fomentar e despertar esse sentimento de pertencimento dessa cultura que foi herdada a partir da memória e identidade de seus ascendentes ou adquirida a partir de estratégias de sobrevivência econômica. “Estimular a colaboração, criar relacionamentos pessoais, gerar resultados, fazendo o que gostam de fazer em seus sistemas de produção e autoconfiança, contribui também para a sustentabilidade do patrimônio imaterial, os saberes e fazeres dos artesãos. Com esta ação, pretendemos promover a divulgação dos produtos artesanais como incentivo de renda e continuidade dos bens culturais expostos durante os eventos da feira”, ressalta a historiadora.

A Ayó Axé – Feira de Artesanato Afro-Brasileira tem ainda como objetivo a produção de um documentário, que irá retratar a ideia do projeto sobre os artesãos e sua relação com o meio cultural, o compartilhamento de suas experiências durante o evento e todo o projeto. “A partir dos resultados que obtivermos, será produzido um relatório científico e os resultados alcançados serão divulgados em seminários ou encontros em universidades. Essa proposta é uma devolução para a sociedade e pode contribuir para despertar o sentimento de pertença nas pessoas envolvidas, e para a academia, proporcionando fontes para futuras pesquisas e acesso ao conhecimento”, destaca a Adelbiane.

SERVIÇO

Feira artesanal Ayó Axé 

Local: Vila Cultural Cora Coralina (atrás do Teatro Goiânia, Centro)

Data: 12 a 14 de dezembro (quarta a sexta-feira)

Horário: a partir das 9 horas

Entrada franca

Filarmônica apresenta especial de natal

TEMPORADA 2018: DESBRAVE!

divulgação-orquestraEm 2018, a Orquestra Filarmônica de Goiás propôs uma viagem de descobertas ao público goiano. Foram apresentados repertórios diversos que usualmente não integram temporadas tradicionais de corpos sinfônicos.

Foram realizadas ao longo do ano mais de 30 apresentações e atividades, reunindo um público de aproximadamente 40.000 pessoas. Os principais palcos de Goiás receberam grandes solistas e regentes da atualidade como Isaac Karabtchevsky, Nelson Freire, Luiz Filip, Sonia Rubinsky, Antonio Meneses, Pablo Rossi, Jean Louis Steuerman, entre outros.

Além dos concertos na capital, ocorreram apresentações em Anápolis, Jaraguá e Pirenópolis com o objetivo de expansão da música orquestral e formação de plateia. Houve também a V Turnê Nacional com apresentações nas cidades de São Paulo e Campos do Jordão.

Destaca-se ainda a gravação de dois álbuns com as sinfonias do compositor brasileiro Claudio Santoro que serão lançados pelo selo internacional Naxos em parceria com o Ministério das Relações Exteriores.

O reconhecimento de todo o árduo trabalho desenvolvido neste ano, tanto pelo corpo sinfônico quanto pela equipe técnica e administrativa, foi o recebimento da Ordem Rio Branco, um dos méritos culturais mais relevantes do nosso país.

A Orquestra realizou também a premier latino americana da obra “Dos cânions às estrelas” do compositor francês Messiaen. O concerto ocorreu em um formato inédito, 360º, com o público posicionado ao redor do corpo sinfônico.

A Orquestra Filarmônica de Goiás objetiva estar cada vez mais próxima da população, proporcionado concertos e atividades emocionantes com os quais haja identificação cultural por parte da plateia. Democratização da música de concerto e busca permanente por profissionalização são as metas da instituição.

SERVIÇO

Data: 15.12 ( sábado)

Horário: 20h30

Local: Palácio da Música do Centro Cultural Oscar Niemeyer

Entrada gratuita 

Morre Roger Avanzi, o Palhaço Picolino, aos 96 anos, em São Paulo

PicolinoMorreu nesta segunda-feira em São Paulo, aos 96 anos, Roger Avanzi, o Palhaço Picolino, coincidentemente no Dia do Palhaço. Segundo o Centro de Memória do Circo, a causa da morte seria falência múltipla dos órgãos. O velório foi realizado ontem terça-feira na Sala Olido, no Centro Cultural Olido. O corpo foi sepultado no Cemitério São Paulo, em Pinheiros, na capital paulista.

O grupo LaMínima Circo e Teatro, fundado pelo ator Domingos Montagner, que morreu em 2016, lamentou a perda no mundo do circo.

A página do grupo no Facebook também publicou uma frase do artista:

“Ser palhaço é uma profissão. Então, o palhaço é um profissional. Tem que aprender e saber muita coisa” (…) “Quando comecei a ensinar, alguns circenses vieram falar comigo e me dizer que eu estava errado, porque acreditavam que o palhaço tinha que nascer naturalmente. O meu pensamento era outro: ninguém nasce sabendo. Todo mundo tem que aprender! O palhaço também. Não basta nascer com o dom”, dissera Roger.

Nascido em São José do Rio Preto em 7 de novembro de 1922, atuou como acrobata, equilibrista, jóquei, músico, cantor e ator. Nas lonas do circo de seu pai, Nerino Avanzi, ele cresceu e foi conhecido como palhaço Picolino II. Suas apresentações eram repletas de facetas, mas ficou conhecido por causa do Circo Bambalalão, da TV Cultura, em que fazia diversas brincadeiras. Em 2009 ajudou a fundar o Centro de Memória do Circo, em São Paulo.

fonte: oglobo.globo.com

‘Bohemian Rhapsody’ vira a canção do século XX mais escutada no mundo

  1544532583_572450_1544533868_noticia_fotogramaDisseram que ela nunca seria vendável, com seu tempo de duração de seis minutos, passagens de óperas e letras sobre Galileo e Scaramouche. Mas a canção da banda Queen, Bohemian Rhapsody, se converteu nesta segunda-feira na canção mais popular do século XX. Impulsionada pelo filme com o mesmo nome e dirigida por Bryan Singer, o clipe e o single de 1975 superaram 1,6 bilhão de reproduções em todo mundo, anunciou a Universal Music Group em um comunicado.

A Universal confirmou que tem promovido o single através de diversas plataformas nas últimas semanas. Entre elas, Spotify, Apple Music e Deezer, além de reproduções de vídeos oficiais no Youtube, para determinar que Bohemian Rhapsody fosse a canção mais escutada desde o século XX.

fonte:brasil.elpais.com

Mostra Internacional de Cinema Fantástico é realizada em Goiânia.

crash-goianiaO cinema de gênero toma conta do Cine Cultura, em Goiânia, entre os dias 12 e 16 de dezembro. Serão 74 filmes vindos de 21 países, além de lançamentos de livros, debates e oficinas gratuitas. A décima edição da Mostra Internacional de Cinema Fantástico – CRASH chega como resistência e ruptura. “A palavra crash remete a uma ideia de quebra, ruptura e há algo de potente e dinâmico nesta expressão tão utilizada como onomatopéia nas histórias em quadrinhos.

Quebra, ruptura, potência e dinamismo estão no cerne do tipo de cinema que buscamos trazer à tela do festival. Por outro lado, para quem nos acompanha desde o princípio, é moleza estabelecer uma associação com a velha alcunha trash”, explicam os organizadores da mostra, Márcio Jr. e Márcia Deretti, da MMarte Produções.

O mais antigo festival de cinema produzido em Goiás, em voga desde a década de 1990, foi até 2017 chamado de TRASH, uma referência às produções caseiras e de baixo orçamento produzidas nas décadas de 1980 e 1990, geralmente em fitas VHS. Hoje, o termo não traduz mais a realidade. A palavra trash está mais ligada ao gênero (terror, sobretudo) do que à qualidade.

“Por isso, já advertíamos ano passado que de trash, na TRASH, só o nome e logo mais nem isso. É um festival internacional de cinema fantástico de qualidade irrepreensível, feito por e para quem ama cinema”, enfatizam os organizadores.

Essa “ruptura”, entretanto, levou três edições consecutivas para acontecer. Durante, esses anos de transição, a mostra se internacionalizou e amadureceu o propósito de divulgar o cinema de gênero, que inclui terror, ficção científica e fantasia. Por isso, a décima edição apresentada este ano, sob novo nome, se torna tão emblemática e consolida toda uma história pioneira em Goiás não só no que tange ao cinema de gênero, mas também à produção de festivais de cinema no estado.

A Arte como um campo de luta e resistência

Além de oferecer uma programação vasta e gratuita à população, que inclui filmes, oficinas e debates, dentre outras atividades, a 10ª CRASH assume grande importância ao trazer à tona a reflexão acerca do papel do cinema de gênero na construção ou desconstrução de ideologias. “O Brasil vive dias sombrios, com o futuro se revelando ainda mais negro e assustador.

Em panoramas similares, o cinema fantástico sempre ofereceu respostas à altura dos dilemas de sua época”, analisa Márcio Júnior, que é mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e doutorando em Arte e Cultura Visual pela mesma universidade. Deretti complementa: “Em películas como Nosferatu, O Gabinete do Dr. Caligari e Metrópolis, o expressionismo alemão anteviu e fez contundentes alertas à chegada do nazismo. Durante as décadas de 1950 e 1960, os filmes B americanos trataram de forma única o macarthismo, a Guerra Fria e a paranóia nuclear.

O cinema fantástico tem, portanto, essa inesgotável capacidade de problematizar questões que nos afligem hoje”.  Traduzindo em miúdos, é o que o emblemático escritor de ficção científica Philip K. Dick chamaria de “choque de desreconhecimento”, a crítica da própria sociedade por meio das alegorias criadas por obras que distorcem a realidade tal e qual a vemos a olho nu.

10ª CRASH: Crítica e resistência

Com este viés em mente, Márcia Deretti e Márcio Jr. reuniram os mais renomados especialistas para compor a curadoria do festival: Carlos Primati e Beatriz Saldanha (especialistas em cinema de gênero), o cineasta udigrúdi (cinema marginal ou de invenção) Gurcius Gwedner e o cinéfilo André LDC. Foram selecionados 74 filmes (sendo dez destes de longa-metragem) de mais de 20 países, “que divertem ao mesmo tempo que escarafucham nossas mais terríveis mazelas contemporâneas”.

“Fascismo, tortura, homofobia, regimes ditatoriais, repressão sexual, autoritarismo e violência são dissecados através das lentes do terror, da ficção científica e da fantasia”, dizem Deretti e Márcio Jr. O evento também traz, além dos filmes, mesas de debates, oficinas e lançamentos de livro.

Este ano, serão três oficinas: Efeitos Especiais em Maquiagem com Rodrigo Aragão, a se realizar no dia 15 de dezembro, no Centro Cultural Marieta Telles Machado; Direção de Atores para Filmes de Terror com Paulo Biscaia Filho, a se realizar nos dias 14 e 15 de dezembro, no Centro Cultural Martim Cererê; e Horror Britânico: Uma Orgia de Sangue e Pavor com Carlos Primati, a se realizar nos dias 13 e 14 de dezembro, na Escola Goiana de Desenho Animado.

As inscrições estão abertas pelo site www.mostracrash.com e são gratuitas. É necessário ter mais de 16 anos para participar. Já a programação do cinema possui classificação indicativa de 18 anos.

A 10ª edição da CRASH é uma realização da MMarte Produções e conta com o patrocínio do Governo de Goiás, por meio da Lei Goyazes e da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce). Tem apoio do Cine Cultura, do Museu da Imagem e do Som de Goiás, da Escola Goiana de Desenho Animado, da Hocus Pocus, da Mandrake Comic Shop, do Sebo Clepsidra, da Fantaspoa Produções, do restaurante Dona Fiinha e do coletivo Obsoleto.

Programação completa

12/12 – QUARTA-FEIRA

19:00 – Abertura da10ª CRASH

Ultra Pulpe­­–Dir. Bertrand Mandico. 37 min. França.  2018

Os Garotos Selvagens–Dir. Bertrand Mandico. 110min. França. 2017

21:30 – Coquetel de abertura e lançamento da revista Única – Estudos Hitchcockianos Vol.1, de Carlos Primati e Beatriz Saldanha (orgs.)(SP)

13/12 – QUINTA-FEIRA

15:00 – Curtas Internacionais 1 (111 min)

Post Modern Mary–Dir. Joshua Long. 9 min. Australia. 2017

Follower–Dir. Jonathan Behr.9 min. Alemanha.2018

Zombie Time – Dir.AlfonsoFulgencio. 6 min. Espanha. 2018

Third Wheel–Dir. Daniel DelPurgatorio. 4 min. Estados Unidos. 2017

Faulty Father–Dir.Benjamin Welmond. 10 min. Estados Unidos. 2018

Shoes–Dir. Ray Kermani. 4 min. Bélgica. 2018

Sunscapades–Dir. Ben Mitchell. 5 min.Reino Unido. 2018

Noctámbulos–Dir.RoménRivero.Gallardo. 8min. Espanha. 2018

Numero 69–Dir.Giacomo de Bello. 13 min. Italia. 2018

Patient Zero–Dir.Lars Damoiseaux. 3 min. Bélgica. 2016

Belle à Croquer–Dir. Axel Courtière. 15 min. França. 2017

Supine–Dir.Nicole Goode. 25 min. República Checa. 2018

17:00 – Curtas Internacionais 2 (112 min)

Exhale– Dir. Magali Magistry. 13 min. França. 2017

While you’re Asleep (my weird dreams happen) – Dir. Adrián Quintero. 2 min. México. 2018

Keep out of Children’s Reach – Dir.Gustavo Sanchez. 9 min. Venezuela. 2017

The Scarlet Vultures –Dir. Kyle Martellacci. 14 min.Canadá. 2018

I’m Ready – Dir. Harriet Mishoulam, Von Bilka. 3 min. Estados Unidos. 2018

Sick – Dir.Jacquelyn Marie Quinones. 14 min. EstadosUnidos. 2018

The Strange House in the Mist – Dir.Guilherme Daniel. 15 min. Portugal. 2018

Alefb’Tamuz– Dir.YaelReisfeld. 5 min. Israel. 2018

Black Coat – Dir.Tatyana Vyshegorodtseva. 22 min. Rússia. 2017

Downside Up – Dir. Peter Ghesquiere. 15 min. Bélgica. 2016

19:00 – Longa Internacional

Gutboy: a BadtimeStory–Dir. Nick Grant. 72 min. Estados Unidos. 2017

20:15 – Lançamento do livro Cartografias do Inconsciente, de Matheus Moura (GO)

20:30 – Longa Nacionale debate com representante do filme

Christabel­– Alex Levy-Heller. 112 min. RJ/GO. 2018

14/12 – SEXTA-FEIRA

15:00–Curtas Nacionais 1 (103 min)

Casa Cheia – Dir. Carlos Nigro. 14 min. PE. 2017

Programação Normal – Dir.Rodrigo Scheid. 7 min.RS. 2018

Tsunami Guanabara – Dir.LynaLurex, Cleyton Xavier. 27 min. CE. 2018

Cana – Dir.Giovani SimonetiBeloto. 15 min. SP. 2018

Aspirina para Dor de Cabeça – Dir. Philippe Bastos. 14 min. RJ. 2016

Árvore – Dir. Bibiana M. Kasper e Laís Lima. 6 min. RS. 2018

Cravo, Lírio e Rosa – Dir.Maju de Paiva. 20 min. RJ. 2018

17:00 –Curtas Internacionais 3 (112 min)

The Masseuse – Dir. Ce Ding Tan.  20 min. Malásia. 2017

Panic Attack – Dir. Eileen O’Meara. 3 min. Estados Unidos. 2017

Bye Bye Baby –Dir. Pablo S. Pastor. 15 min. Espanha. 2017

Maelstrøm – Dir. Carlos Gómez-Trigo. 3 min. Espanha. 2017

The Bay – Dir. JorisLaquittant. 20 min. França. 2017

Beyond Human – Dir.Pete Burkeet. 9 min. EstadosUnidos. 2018

The Goatman of Kananaskis–Dir.Tristin Deveau. 8 min. Canadá. 2017

Relation • Ship – Dir.Zoey Lin. 7 min. Estados Unidos. 2018

Milk – Dir.Santiago Menghini.  9 min. Canadá. 2018

Hypochondriac – Dir.Carnior. 5 min. Canadá. 2018

The HolyTank – Dir. Thomas Rodrigue. 13 min. Canadá. 2018

19:00 –Longa Internacional

Trauma – Dir. Lucio A. Rojas. 105 min. Chile. 2017

20:45 – Lançamento do livro Diversidade na Animação Brasileira, de Sávio Leite (org.) (MG)

21:00 – Longa Nacional e debate com representante do filme

Mormaço– Dir. Marina Meliande. 96 min. RJ. 2018

15/12 – SÁBADO

14:00 –Curtas Internacionais 4 (113 min)

Telekinetic Pleasures – Dir. Daniel Fawcett & Clara Pais. 8 min. Portugal. 2018

Sleazy Pete – Dir.FrankAppache. 11 min. Canadá. 2017

Wettlaufers Widow – Dir. Kristian Moe. 30 min. Noruega. 2017

The Dark Room – Dir.MorganeSegaert. 20 min. França. 2017

Presepe Vivente – Dir. Lorenzo Fassina. 20 min. Itália. 2018

Flood– Dir.Malte Stein. 9 min. Alemanha. 2018

TeethandPills – Dir. Andrea Vinciguerra. 15 min. Reino Unido. 2018

16:00 –Curtas Nacionais 2 (98 min)

Frame Fatal – Dir. Thiago Rabelo. 21min. GO. 2018

O Lamento da Serpente – Dir. Guilherme Dacosta. 14min. MG. 2017

A Triste Figura – Dir. Calebe Lopes. 18 min. BA.  2018

Fataurex – Dir. Cleyton Xavier.  8 min. RJ. 2017

Tesouro – Dir. Lorena Weinketz. 1 min. SP. 2018

Sununga – Dir. Carlos Gabriel Pegoraro, LayslaBrigatto. 12 min. SP. 2018

Para Minha Gata Mieze – Dir. Wesley Gondim. 24 min. DF. 2018

17:40 – Lançamento do livro Música Para Antropomorfos, de Fabio Zimbres (RS) e Mechanics (GO)

18:00 – Debate “O Cinema Fantástico em Tempos de Repressão”

Debatedores: Paulo Biscaia Filho, GurciusGewdner, Mayra Alarcón e Wesley Gondim.

Mediação: Carlos Primati

19:00 – Longa Internacional

Vidar the Vampire – Dir.Thomas Aske Berg, Fredrik Waldeland. 82 min. Noruega. 2017

20:30 –Sessão Matheus Marchetti e debate com o diretor

O Beijo do Príncipe – Dir. Matheus Marchetti. 11 min. SP. 2015

Bosque dos Sonâmbulos – Dir. Matheus Marchetti. 21 min. SP. 2017

As Núpcias de Drácula – Dir. Matheus Marchetti. 70 min. SP. 2018

16/12 –DOMINGO

15:00–Curtas Nacionais 3 (110 min)

Lilith – Dir. EdemOrtegal. 20 min. GO. 2018

Raimundo Quintela: O Caçador de Vira-P

orco– Dir. Robson Fonseca. 15 min. PA. 2018

Onze Minutos– Dir. Hilda Lopes Pontes. 17 min. CE. 2018

O Evangelho Segundo Tauba e Primal – Dir. Márcia Deretti, Márcio Jr. 11 min. GO. 2018

Inside – Dir. Joel Caetano. 1 min. SP. 2018

Dead Teenager Séance – Dir. Dante Vescio, Rodrigo Gasparini. 22 min. SP 2018

Carne – Dir. Mariana Jaspe. 12 min. RJ. 2018

Kairos – Dir. Leonardo Medeiros. 12 min. SP. 2017

17:00 –Longa Internacional

Exodusto Shanghai – Dir. Anthony Hickox. 79 min. Austria. 2015

18:30 – Lançamento do livro Ecos Humanos, de Edgar Franco (GO) e Eder Santos (SP)

19:00 – Longa Internacional

A Casa Lobo – Dir. JoaquínCociña, Cristóbal León. 73 min. Chile, Alemanha. 2018

20:20 – Longa Nacional e debate com Rodrigo Aragão

A Mata Negra – Dir. Rodrigo Aragão. 98 min. ES. 2018

OFICINAS GRATUITAS! VAGAS LIMITADAS!

Inscrições pelo site www.mostracrash.com

Idade mínima: 16 anos

1 – EFEITOS ESPECIAIS EM MAQUIAGEM COMRODRIGO ARAGÃO

Data: 15/12/2018

Horário: 9h às 12h e 14h às 19h

Local: Centro Cultural Marieta Telles Machado (Praça Cívica, n° 2 – Centro)

2 – DIREÇÃO DE ATORES PARA FILMES DE TERROR COM PAULO BISCAIA FILHO

Data: 14 e 15/12/2018

Horário: 14h às 18h

Local: Centro Cultural Martim Cererê (Travessa Bezerra de Menezes, s/n – Setor Sul)

3 – HORROR BRITÂNICO: UMA ORGIA DE SANGUE E PAVOR COM CARLOS PRIMATI

Data: 13 e 14/12/2018

Horário: 14h às 18h

Local: Escola Goiana de Desenho Animado (Al. Botafogo, 235 – Sala 2 – Centro)

tradicional cantata de natal do Instituto Rizzo

instituto-rizzo-promovera-cantatas-de-natal-nos-dias-8-e-12-de-dezembroAcontece nesta terça feira, dia 11, a “Noite Natalina”, tradicional Cantata de Natal do Instituto Rizzo. Destinada a toda família goiana, a noite está programada para começar as 19h30 e estão confirmados o violinista Gabriel Figueiredo acompanhado da pianista Jordana Duarte, Coral Canto Azul da Caixa Econômica Federal, Coral Vozes da AUFG, Coro Italiano Toscanelli e Coral Pequenas Vozes do Teatro Basileu França. A entrada e a pipoca são gratuitas.

Serviço
Noite Natalina – Cantata de Natal do Intituto Rizzo
Dia: 11 de dezembro
Horário: 19h30
Local: Instituto Rizzo –  Avenida Cora Coralina, 242, Setor Sul
Entrada: gratuita

Precisava escrever – Minha vida amorosa é uma comédia

Os Comediantes Rafael Magalhães e Ana Clara (Foto - Divulgação)Os Comediantes Rafael Magalhães e Ana Clara Paim se apresentam com a comédia de relacionamento “Precisava escrever – Minha vida amorosa é uma comédia”. A apresentação será nesta terça-feira (11/12), no Teatro Goiânia com direito a duas sessões umas às 19h e a outra às 21h. O espetáculo é de produção local do Grupo Top brasil e da Cultura do Riso.

Não há quem possa negar, a vida amorosa da Aninha é mesmo uma comédia. Entre idas e vindas com o ex e novas paqueras, a garota não é muito diferente de qualquer outra mulher da sua idade, exceto pelo fato de ser amiga de Rafael Magalhães, o jovem escritor que está bombando na Internet e parece saber tudo sobre os temas que envolvem o coração feminino.

Cansada de se dar mal com as suas próprias escolhas, Aninha pede ajuda ao Rafa. Eles então fazem um pacto e a aventura começa. Um espetáculo que fala sobre o cotidiano dos casais modernos e os percalços da vida de solteiro. Imperdível.

Serviço
Precisava escrever – Minha vida amorosa é uma comédia
Local:
 Teatro Goiânia (Endereço: Rua 23, esq. com a, Av. Tocantins, 252 – St. Centra)
Data:  Dia 11 de Dezembro
Horário: 1º sessão ás 19h  e sessão extra 21h
Valores de Ingressos: R$90 inteira e R$45 meia /  Lote Lancamento R$ 40,00 ( meia ) + 1kg Alimento
PONTOS DE VENDA FÍSICOS:
ÓTICAS VIDA  (Flamboyant , Araguaia Shop. e Setor Aeroporto )  Shopping Horário e Setor Aeroporto Horário Comercial
LEITURA (Goiânia Shopping)  Seg a Sáb das 10h ás 22h e Domingo das 14h ás 20h
LOJAS SEALS- ( Shop.: Bougainville) Seg a Sáb das 10h ás 22h e Domingo das 14h ás 20h
Vendas ON LINE 24 horas:  originalingressos.com
Informações: (062)4141-2270 ou culturadoriso.com
Produção Local: Grupo Topbrasil e Cultura do Riso
Classificação Indicativa: 12 anos

GOIÂNIA RECEBE ESPETÁCULOS DO CIRCO DE PAU A PIQUE

Circo de Pau a Pique (7)O projeto Circo de Pau a Pique apresenta nesta sexta-feira (7), dois espetáculos gratuitos em Goiânia. As apresentações serão realizadas às 16h e às 20h, na Rua G 01, quadra APM 11, ao lado da Escola Municipal de Tempo Integral do Setor Grajaú. A iniciativa é apoiada pela Enel Distribuição Goiás e retoma um tradicional formato circense, iniciado no século XX, em que a estrutura do circo era feita de madeira e o público assistia ao espetáculo em pé.

A turnê do Circo de Pau a Pique irá repetir uma rota que foi muito percorrida pelos primeiros circos que se apresentaram no Estado, que vai de Goiânia até a Cidade de Goiás, passando por Goianira, Inhumas, Itauçu e Itaberaí. A expectativa é de que, ao todo, 15 mil pessoas assistam às apresentações da turnê. Os espetáculos são idealizados pelo Mágico Nenê e contam com palhaços, pernas de pau, shows de mágicas, malabares, malabarismo com fogo, contorcionismo e equilibrismo. Todo este trabalho é realizado com incentivo cultural da Enel Distribuição Goiás por meio da Lei Goyazes. Projetos que estimulam a cultura são de grande importância para a Enel. De julho a novembro deste ano, mais de R$ 2,2 milhões foram investidos em 23 projetos aprovados por meio do Programa de Incentivo à Cultura – Lei Goyazes.

Serviço:

Apresentações Circo de Pau a Pique

Dia – sexta-feira (7).

Horário – às 16h e às 22h.

Local – Rua G 01, quadra APM 11, ao lado da Escola Municipal de Tempo Integral, Setor Grajaú, Goiânia.

Todas as apresentações são gratuitas e abertas ao público.