Arquivo da categoria: Polícia

Três são presas suspeitas de ajudar presidiário que se finge de parente para aplicar golpes por telefone, em Aparecida de Goiânia

Três mulheres foram presas nesta terça-feira (21) suspeitas de participar de um grupo que aplica golpes por telefone, em Aparecida de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, um presidiário faz ligações e finge ser sobrinho da pessoa que atende. Depois, pede dinheiro para pagar o suposto conserto de um carro. O G1não conseguiu localizar as defesas delas.

O golpe é chamado pela polícia de “Bença, tia”. Segundo as investigações, uma das presas — Luciene da Silva Campos — foi flagrada dentro de uma agência bancária tentando fazer um saque. Com ela foram encontrados R$ 1,3 mil em espécie, além de vários cartões de contas bancárias de outras pessoas.

O detento responsável pelas ligações foi identificado como João Carlos Pereira. Ele cumpre pena no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A Superintendência de Segurança Penitenciária (Susepe) da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que por determinação do governo do Estado o problema está sendo coibido com a intensificação dos procedimentos operacionais no âmbito carcerário goiano.

“Ele fazia ligações se passando por sobrinhos ou outros familiares das vítimas. Depois, pedia dinheiro para um suposto conserto de carro”, explica o delegado Divino Batista.

Segundo o delegado, durante os telefonemas, as próprias vítimas revelavam o nome de algum familiar e, a partir daí, o criminoso contava uma história e pedia dinheiro para resolver o problema.

“Os crimes eram cometidos contra pessoas de Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Para as vítimas que moram fora do Estado, ele alegava que iria visitá-las e, no dia seguinte, telefonava pedindo ajuda financeira, alegando que o veículo havia quebrado no caminho”, conta o delegado.

A polícia disse ainda que Luciene da Silva possui passagens por tráfico de drogas e era responsável por aliciar outras pessoas para o esquema. Elas emprestavam suas contas bancárias para que o dinheiro fosse depositado.

Também foram detidas Juliana da Silva Souza, filha de Luciene, e Maria Isabel Silva Pinto. A Polícia Civil conseguiu identificar uma vítima da quadrilha, que mora em Nova Veneza. Essa pessoa, afirma a corporação, chegou a depositar R$ 4,5 mil para o grupo.

Na casa de Luciene e Juliana, em Hidrolândia, os policiais encontraram porções de maconha e cocaína prontas para serem vendidas, além de uma balança de precisão e uma munição calibre 180.

Vanessa Chaves é integrante do programa de estágio entre TV Anhanguera e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), sob orientação de Elisângela Nascimento.

Veja mais em:https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/05/22/tres-sao-presas-suspeitas-de-ajudar-presidiario-que-se-finge-de-parente-para-aplicar-golpes-por-telefone-em-aparecida-de-goiania.ghtml

Casal ‘Bonnie e Clyde do Cerrado’ é preso suspeito de mais de 20 roubos na Grande Goiânia

A Polícia Civil prendeu um casal de namorados suspeitos de mais de 20 roubos em Goiânia Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. A corporação afirmou que eles eram conhecidos como “Bonnie e Clyde do Cerrado”, casal de criminosos norte-americanos da década de 1930, cuja história ficou famosa e virou filme.

O casal Marcos Vinicius Sousa Gama e Gessica Campos de Morais, ambos de 22 anos, foi preso na quarta-feira (22), em Aparecida de Goiânia. Ele foi detido em uma oficina mecânica, e a jovem, na casa de um parente.

Durante a apresentação à imprensa, nesta quinta-feira (23), o casal preferiu ficar em silêncio. O G1 tenta localizar a defesa deles.

O delegado Caros Levergger, responsável pelo caso, explica que, durante os crimes, eles eram agressivos com as vítimas e já chegaram, inclusive, a agredir crianças que choravam com coronhadas.

“Eles rendiam a família na porta quando estavam chegando ou saindo de casa, sempre armados. O homem dava coronhadas nas vítimas, até em crianças. Eles também prendiam os moradores em algum cômodo da casa e levavam quase tudo. De carros até panelas, talheres e eletrodomésticos”, afirmou.

Para realizar a prisão, explica do delegado, os policiais tiveram de ficar três dias de campana. Durante a detenção, veículos e vários objetos foram apreendidos.

“Eles estavam ficando em uma casa no Setor Morada dos Sonhos, onde achamos dois carros roubadas, seis celulares, vários documentos das vítimas, fritadeira e muitos objetos domésticos”, completou.

Veja mais em:https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/05/23/casal-bonnie-e-clayde-do-cerrado-e-preso-suspeito-de-mais-de-20-roubos-na-grande-goiania.ghtml

Família de brasileiros morta no Chile tinha viajado para comemorar aniversário da filha

A identidade dos seis brasileirosencontrados mortos em um apartamento em Santiago, no Chile, nesta quarta-feira (22), foi informada nesta quinta por uma parente e advogado da família. Cinco das vítimas eram catarinenses e uma, goiana. A polícia ainda não confirmou oficialmente os nomes.

Bombeiros chilenos suspeitam que um vazamento de gás tenha causado as mortes. O prédio, no Centro da capital chilena, foi esvaziado durante as operações.

De acordo com a Polícia Civil de Santa Catarina, a família estava em Santiago para comemorar o aniversário de um dos filhos, Caroline Nascimento de Souza, que completaria 15 anos nesta sexta-feira.

Um casal e os dois filhos adolescentes moravam em Biguaçu, na Grande Florianópolis. O segundo casal, formado pelo irmão e a cunhada da mãe da primeira família, morava em Hortolândia, no interior de São Paulo.

As vítimas eram:

  • Fabiano de Souza, 41 anos (pai dos adolescentes e marido de Débora)
  • Débora Muniz Nascimento de Souza, 38 anos (mãe dos adolescentes e mulher de Fabiano)
  • Caroline Nascimento de Souza, que completaria 15 anos nesta semana (filha de Fabiano e Débora)
  • Felipe Nascimento de Souza, 13 anos (filho de Fabiano e Débora)
  • Jonathas Nascimento Krueger, 30 anos (catarinense irmão de Débora e marido de Adriane, que residia em Hortolândia)
  • Adriane Krueger (goiana mulher de Jonathas e morava em Hortolândia)

As informações foram repassadas por Noemi Fortunato Nascimento, prima de Jonathas e Débora. A família busca doação de recursos para a viagem.

“O irmão da Drica está indo hoje para lá. Por enquanto, ainda não sabemos como será o translado, estamos aguardando por mais informações”, explica a prima.

Veja mais em:https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2019/05/23/familia-confirma-identidades-dos-brasileiros-encontrados-mortas-no-chile.ghtml

Polícia Federal faz operação para desarticular quadrilha que vendia animais silvestres pela internet

A Polícia Federal de São Paulodeflagrou na manhã desta quinta-feira (23) uma operação para desarticular uma quadrilha de tráfico de animais silvestres. A Operação Urutau cumpre 14 mandados de prisão e 16 mandados de busca e apreensão. Nove pessoas foram presas até a última atualização da PF.

As cidades de busca são Manduri, Vinhedo, Arujá, Guarulhos, São Paulo, Guarujá, Santo André e Januário (MG). Dos mandados de prisão, 9 são preventivas e 5 são temporárias. A operação é uma ação em conjunto do Ministério Público Federal, Ibama, Polícia Federal e Polícia Militar Ambiental de São Paulo.

Além das apreensões de animais – como macaco-prego, araras e papagaios – também foram aprendidas armas. Segundo a polícia, os animais eram caçados e mantidos em cativeiros e, posteriormente, eram vendidos em redes sociais e sites na internet em todo o país.

Eram comercializadas espécies da fauna silvestre protegidos de extinção, tais como: macaco-prego, arajuba, arara-canindé, arara-vermelha, tucano-toco e papagaio-verdadeiro. Os traficantes vendiam os animais com notas fiscais falsificadas ou sem emissão de documento fiscal.

No Guarujá, segundo uma fiscal do Ibama, houve uma grande apreensão de pássaros. Os animais apreendidos não devem ser levados para a sede da PF. O destino dos animais devem ser os parques Ecológico do Tietê e Anhanguera e o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama, em Lorena.

A operação foi batizada Urutau, pois urutaus são aves noturnas e que usam a sua plumagem para se camuflar em meio ao ambiente, dificultando a visualização pelos predadores.

Veja mais em:https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/05/23/policia-federal-faz-operacao-para-desarticular-quadrilha-que-vendia-animais-silvestres-pela-internet.ghtml

Goiás é o 3º estado com maior número de apreensões de cigarros contrabandeados neste ano, diz PRF

O número de apreensões cargas de cigarros contrabandeados em Goiás cresceu, neste ano, quase 400%. Este dado, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), colocou o estado em terceiro lugar no ranking deste quesito, atrás apenas de Paraná e Mato Grosso do Sul. Por conta disso, o pátio da Receita Federal, em Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia, está lotado com 80 veículos à espera de um destino.

“Goiás passa a ser uma rota aí preocupante, mas que as policias e a receita estão atentas. Já são cargas que seguem pro norte e nordeste do país”, explica Newton Morais, assessor de comunicação da PRF em Goiás.

No primeiro quadrimestre deste ano, segundo a PRF, quase cinco milhões de maços foram interceptados somente nas rodovias federais que passam por Goiás. A corporação já encontrou a mercadoria em caminhões de verduras, escondido em meio a grãos de soja ou em um compartimento secreto de um caminhão-tanque que levava óleo vegetal.

Ao menos metade dos caminhões apreendidos foi roubada e teve a numeração raspada ou as placas trocadas, o que dificulta a identificação dos verdadeiros donos. Algumas carretas chegam a custar até R$ 800 mil.

Quando o veículo é proveniente de furto e o dono é identificado, ele é entregue, via trâmite judicial.

“Se nós chegamos à conclusão de que é um veículo proveniente de furto, de roubo, o veículo é encaminhado à autoridade judiciária para que ele seja entregue ao dono legítimo através do processo legal”, explica o auditor da Receita Paulo Koenow.

Porém, se ficar comprovado que o proprietário tem participação em crime ou não foi encontrado, o veículo pode ser leiloado ou virar sucata.

No ano passado, mais de 270 milhões de maços foram apreendidos em todo o país. A Receita Federal estima um prejuízo de mais de R$ 2 bilhões somente em impostos que deixaram de ser arrecadados.

“A gente não tem que enxergar isso só como um contrabando, tem outros crimes conexos. [Os impostos] poderiam ser aplicados em saúde, em segurança, em educação e outras finalidades”, afirma o auditor fiscal da Receita, Guilherme Renovato.

Veja mais em:https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/05/23/goias-e-o-3o-estado-com-maior-numero-de-apreensoes-cigarros-contrabandeados-neste-ano-diz-prf.ghtml


Polícia Civil em Uberlândia apresenta homem preso em Goiatuba, GO, que fingia ser policial para aplicar golpes

Um homem de 40 anos foi preso nesta terça-feira (21), em Goiatuba (GO), após aplicar golpes de estelionato. Ele fez pelo menos cinco vítimas em Uberlândia. Segundo informações da Policia Civil durante coletiva de imprensa nesta manhã na cidade do Triângulo Mineiro, ele tinha cerca de 15 mandado de prisão em aberto.

A prisão ocorreu em um trabalho conjunto entre os policias de Uberlândia, Goiatuba e o Núcleo de Corregedoria Geral da Polícia Civil na cidade mineira.

Segundo os órgãos, o autor é investigado por uma série de estelionatos praticados em diversos estados brasileiros. Os mandados de prisão em aberto são em várias cidades de São Paulo e Minas Gerais.

De acordo com a delegada Juliana Acipreste, o criminoso estava em Uberlândia há pelo menos três meses. Ele se passava por policial do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran) e, neste período, fez cinco vítimas.

“Nós chegamos até ele quando uma vítima procurou o Núcleo de Corregedoria informando que sofreu golpe de um policial do Detran em Uberlândia. No mesmo dia, outras vítimas também nos procuraram. Então começamos as investigações e descobrimos que ele não era um policial”, esclareceu Acipreste.

A delegada também disse que ele conhecia as vítimas através de aplicativos de relacionamento. Após o contato, se aproximava do núcleo familiar delas e oferecia serviços ilícitos relativos os Detran mediante a pagamento antecipado. Os valores dos serviços eram variados.

“Os serviços oferecidos eram inclusão de alguma categoria na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sem que a pessoa precisasse fazer a prova, arrematação de veículos em leilões com preferência, baixas de multas de veículos no sistema e retirada de veículos apreendidos. Ele também trabalhava com pagamento antecipando, que era feito na conta corrente dele, sem preocupação com a identidade. Depois do sinal, ele fazia agendamento de coleta de digitais e retirada de documentos no órgão”, informou Juliana.

Veja mais em:https://g1.globo.com/mg/triangulo-mineiro/noticia/2019/05/22/policia-civil-em-uberlandia-apresenta-homem-preso-em-goiatuba-go-que-fingia-ser-policial-para-aplicar-golpes.ghtml

Estrangeiro morre no Brasil após passar mal em voo do Uruguai para Espanha

Um estrangeiro morreu na madrugada desta segunda-feira (20), por volta das 3h, após ter passado mal em um voo operado pela Ibéria Linhas aéreas com trecho Madrid-Montevidéu. A tripulação fez um pouso de emergência no Aeroporto Internacional dos Guararapes (PE) para prestar socorro ao homem de nacionalidade uruguaia. 

De acordo com a Polícia Federal (PF), o passageiro identificado como Carlos Alberto Moreira Nis, de 72 anos, chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro da Imbiribeira, na Zona Sul da cidade, mas não resistiu.

Segundo a PF, logo após o pouso da Airbus A330 da Iberia foram feitos todos os procedimentos de imigração e entrada do passageiro, que foi encaminhado por uma ambulância para uma UPA. O corpo do uruguaio foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), onde será feita perícia tanatoscópica que deve apontar a causa da morte.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar se a morte foi provocada por causas naturais. No entanto, se as circunstâncias da morte tiverem conotação criminosa que tenha ocorrido ainda dentro da aeronave, a Polícia Federal ficará à frente das investigações.

Veja mais em:https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2019/05/21/interna-brasil,756225/estrangeiro-morre-no-brasil-apos-passar-mal-em-voo-do-uruguai-espanha.shtml

Motorista bêbado é preso dormindo em posto após atropelar idoso, diz polícia

Um motorista foi preso suspeito de atropelar e matar um idoso e arrastar a moto que a vítima estava por cerca de 500 metros presa na frente do carro na G0-139, entre Caldas Novas e Marazgão, no Sul do Estado, neste domingo (19). Segundo a polícia, ele estava bêbado e só parou o veículo nas proximidades de um posto de gasolina, onde ficou dormindo até a chegada da Polícia Militar.

De acordo com o delegado Athos Galba Costa Lima, o motorista Marcelo dos Santos Resende, de 43 anos, também não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e foi preso em flagrante por homicídio culposo de trânsito, sob efeito de embriaguez. Ainda segundo Athos, o homem não apresentou advogado e continua preso.

“Ele disse que não viu. Estava bêbado demais. Era noite, local com pouca visibilidade e com neblina. Ele só parou depois”, contou o delegado.

A Polícia Rodoviárias Estadual foi até o posto, fez o teste do bafômetro e constatou 0,69 miligrama de álcool por ar expelido, confirmando que ele estava embriago.

Vilmar Natal de Freitas, 65 anos, era quem, de acordo com a polícia, pilotava a moto e morreu na hora ao ser arremessado por mais de 150 metros do local do acidente. Ele foi sepultado nesta segunda-feira (20) em um cemitério da cidade.

Veja mais em:https://g1.globo.com/go/goias/transito/noticia/2019/05/20/motorista-bebado-e-preso-dormindo-em-posto-apos-atropelar-idoso-em-caldas-novas-diz-policia.ghtml

Garoto de 11 anos ataca colega de sala com faca em escola municipal de MG

Um garoto de apenas 11 anos atacou uma colega de sala com uma facada, na manhã desta terça-feira (21/5). Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu na Escola Municipal Josefina Souza Lima, no Bairro Minaslândia, Região Norte de Belo Horizonte (MG).

De acordo com a PM, o garoto tem problemas mentais e faz tratamento em uma unidade especializada da Prefeitura de BH para pacientes com transtornos psiquiátricos. A informação foi confirmada pela gerente de Clima Escolar da Secretaria Municipal de Educação de BH, Letícia de Melo. Segundo ela, o garoto passa por tratamento três vezes por semana no Centro de Atenção à Saúde Mental Infantil (Cersami), do Bairro Padre Eustáquio, Noroeste da capital.


Nos outros dois dias da semana ele frequenta a escola, em um tratamento que é articulado entre as secretarias de Educação e de Saúde da PBH. Quando ele vai à escola, recebe a medicação na própria unidade de ensino. Esse tratamento já acontece há dois meses.

De acordo com a PM e PBH, ele teve um surto psicótico e atacou com unhadas duas colegas de 10 e 11 anos. Depois, pegou uma faca na mochila e usou o objeto para golpear outra aluna. Segundo a PM, essa vítima tem 13 anos, mas a PBH informou que também é uma criança de 11 anos. 


Ela teve um corte superficial na região do abdômen e foi encaminhada para atendimento médico, mas já se encontra em casa e medicada. O pai dela acompanhou o desdobramento do caso. As outras crianças agredidas foram atendidas por uma psicóloga. 


O garoto que deu a facada foi encaminhado ao Cersami do Padre Eustáquio. Segundo Letícia de Melo, os próximos passos do tratamento serão definidos em conjunto pelos setores de saúde e educação da prefeitura e pela família. “Esse atendimento será potencializado e avaliado de forma conjunta”, diz Letícia. Ainda segundo a PM, a criança que teve o surto tinha mais duas facas em sua mochila.

Veja mais em:https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2019/05/21/interna-brasil,756262/garoto-de-11-anos-ataca-colega-de-sala-com-faca-em-escola-municipal.shtml

Tornozeleira eletrônica é presa a poste perto de terminal de ônibus em Goiânia

Uma imagem obtida pela TV Anhanguera mostra uma tornozeleira eletrônica presa a um poste em frente ao Terminal Garavelo, em Goiânia. A situação foi flagrada na segunda-feira (20) e, horas depois, o dispositivo foi retirado do local pela Polícia Militar e devolvido à Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP).

A DGAP informou, por meio de nota, que soube do rompimento ainda na segunda, quando o dispositivo foi removido do corpo do detento. Segundo o texto, o homem que usava a tornozeleira agora é considerado foragido da Justiça e está sendo procurado pelas polícias de Goiás. Segundo a diretoria, ele não havia sido encontrado até o início da manhã desta terça-feira (21).

Ainda conforme o órgão, “foram tomadas as medidas cabíveis em relação ao reeducando que rompeu a tornozeleira eletrônica”.

O detento cumpria pena pelos crimes de roubo e furto. Não foi informado pela DGAP há quanto tempo ele estava com o dispositivo.

Veja mais em:https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/05/21/tornozeleira-eletronica-e-presa-a-poste-perto-de-terminal-de-onibus-em-goiania.ghtml