Arquivo da categoria: Geral

Instituição que cuida de 230 animais recebe ordem de despejo e precisa de ajuda para construir abrigo em Goiânia

A vendedora Mônica Aquino tem menos de um mês para conseguir juntar os mais de R$ 50 mil que precisa para construir um novo abrigo para os 230 cães e gatos que cuida em Goiânia. Responsável pelo Lar dos Animais, ela recebeu uma ordem de despejo e tem até o dia 28 para desocupar a atual sede da organização, pois o proprietário do imóvel quer vendê-lo.

Mônica conseguiu alugar uma chácara, onde já estão 41 cães, mas o local não tem a estrutura necessária para abrigar todos os bichos. Caso não consiga concluir as baias, eles terão de ficar amarrados a árvores e sem proteção contra o frio e a chuva.

Assim que recebeu a ordem de despejo, no início do ano, a protetora começou uma campanha em uma rede social do Lar dos Animais para construir a nova sede. No entanto, não conseguiu recursos nem material para sequer cimentar parte da chácara, localizada em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

Mônica explica que é preciso, inicialmente, de ter um espaço coberto para abrigar os animais das mudanças climáticas. “Precisamos de areia lavada, brita, telha de amianto, metalon, canos para fazer tubulação e cimento para a parte de alvenaria. Também precisamos de alambrado para poder fechar a chácara”, enumera a vendedora.

O projeto do novo abrigo ainda prevê área para atendimentos de emergência e até berçários. Para isto, a protetora espera contar com doações de materiais, mão de obra e dinheiro. Por mês, o abrigo gasta cerca de R$ 20 mil com o cuidado dos animais.

Saiba mais em: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/06/04/instituicao-que-cuida-de-230-animais-recebe-ordem-de-despejo-e-precisa-de-ajuda-para-construir-abrigo-em-goiania.ghtml

(Fonte: G1)

Bandeira tarifária das contas de luz em junho será verde

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou ontem (31) que a bandeira tarifária para junho de 2019 será a verde, sem cobrança extra nas contas de luz. Em maio, foi acionada a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

A Aneel disse que, embora junho seja um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do país, “a previsão hidrológica para o mês superou as expectativas, indicando tendência de vazões acima da média histórica para o período” e que, por isso, o cenário foi favorável para a retirada da cobrança extra nas contas de luz.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico e o preço da energia. Segundo a agência, o cenário favorável reduziu o preço da energia para o seu patamar mínimo, o que “diminui os custos relacionados ao risco hidrológico e à geração de energia de fontes termelétricas”, possibilitando a manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual.

Saiba mais em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-05/bandeira-tarifaria-das-contas-de-luz-em-junho-sera-verde

(Fonte: Agência Brasil)

Sete suspeitos de manter plantação de 9 mil pés de maconha morrem em confronto com a PM, em Niquelândia

Seis suspeitos de manterem uma plantação de 9 mil pés de maconha em Niquelândia, no norte de Goiás, morreram em confronto com policiais do Comando de Operações de Divisas (COD), nesta sexta-feira (31), de acordo com informações da Polícia Civil. Outro suspeito morreu na quinta-feira (31), também em confronto com a Polícia Militar.

Segundo o delegado Gerson José de Souza, responsável pela investigação, todos eram homens e estavam armados durante a abordagem dos policiais militares. De acordo com o delegado, eles estavam “a serviço da plantação, colheita, preparo e segurança do local”.

A plantação foi encontrada pelos policiais COD da Polícia Militar na quinta-feira (30), em Niquelândia. Mais de 12 toneladas de droga foram apreendidas.

De acordo com o capitão do COD, Renyson Castanheira Silva, trata-se da maior plantação de maconha encontrada em Goiás. “Para a nossa surpresa, essa é a maior plantação encontrada no estado de Goiás, em toda a sua história. Chamou muita atenção o fato de estar ocorrendo essa plantação em um local de difícil acesso”, afirmou.

Ainda segundo o capitão, estima-se que há cerca de 15 pessoas envolvidas no esquema. As buscas pelos demais continuam, de acordo com a PM. A operação na região já dura cinco dias.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), o local também servia como laboratório para que a droga fosse processada e prensada. Durante a ação, foram encontrados sacos com a maconha pronta para ser comercializada.

Segundo a Polícia Civil de Niquelândia, toda a droga apreendida será destruída no próprio local da plantação.

(Fonte: G1)

Parte do talude de mina da Vale se despreende em Barão de Cocais

A mineradora Vale informou nesta manhã que uma parte do talude norte da cava da Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), se desprendeu durante a madrugada de hoje (31). Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, não há indícios de que o incidente tenha causado danos à estrutura da barragem.

Segundo o Major Marcos Pereira, da Defesa Civil estadual, o “escorregamento” de uma pequena parcela da base do talude não causou nenhuma alteração significativa na estrutura, não sendo necessário sequer acionar as sirenes de alarme. “É uma acomodação natural que, em um primeiro momento, não coloca em risco a segurança do local”, disse à Agência Brasil.

Taludes são planos de terreno inclinados, espécies de paredões que cercam a chamada cava da mina, ou seja, a escavação no terreno. O talude serve para garantir a estabilidade do terreno escavado. Sua queda pode provocar o rompimento de uma barragem, seja ao atingi-la, seja pela vibração no terreno decorrente da queda. No caso da mina de Gongo Soco, a barragem Sul Superior está a pouco mais de um quilômetro de distância do talude que ameaça ruir em breve.

Em nota, a Vale afirmou que os fragmentos do talude que se soltaram nesta madrugada se acomodaram no fundo da cava. A empresa assegurou que as primeiras avaliações indicam que o material está deslizando de forma gradual, reforçando as estimativas de que o desprendimento do paredão ocorra “sem maiores consequências”.

“A cava e a barragem Sul Superior, que fica a 1,5 km da mina, seguem com monitoramento 24 horas por dia de forma remota, com o uso de radar e estação robótica capazes de detectar movimentações milimétricas, além de sobrevoos com drone. A barragem está em nível 3 [de risco] desde 22 de março e a Zona de Autossalvamento (ZAS) já havia sido evacuada preventivamente em 8 de fevereiro”, asseguro a Vale, na nota em que garante estar prestando todas as informações às autoridades e à população de Barão de Cocais.

Saiba mais em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2019-05/parte-do-talude-de-mina-da-vale-se-despreende-em-barao-de-cocais

(Fonte: Agência Brasil)

Técnica em enfermagem confessa sequestro de recém-nascido, diz delegado

Durante depoimento na tarde desta quinta-feira (30), a técnica em enfermagem Elenita Aparecida Lucas Correia confessou à Polícia Civil ter subtraído um recém-nascido da Maternidade Nascer Cidadão, no setor Jardim Curitiba, região Noroeste de Goiânia. Segundo o delegado responsável pelo caso, Wellington Ferreira Lemos, a mulher afirmou que o sequestro não foi planejado e que não recebeu qualquer quantia para entregar a criança a um casal de primos, que teria perdido o filho no sexto mês de gestação.

O bebê nasceu no último sábado (25) e foi disponibilizado para adoção pela mãe no mesmo dia. Na madrugada desta quinta-feira (30), ele foi levado pela técnica em enfermagem que atuava no ambulatório da unidade há cerca de nove meses, e que, agora, deve ter o contrato encerrado. A mulher andou mais de 30 quilômetros com ele no baú de uma motocicleta até deixá-lo na casa de uma tia identificada como Elida Correia Dantas.

À PC, Elenita contou que resolveu “presentear” uma prima que havia perdido o filho ainda na gestação. Comovida com o fato de que a mulher não poderia mais engravidar, a suspeita subtraiu a criança da neonatal da maternidade. Durante o depoimento, a autora afirmou que a atitude foi impensada e que não houve concordância entre a tia e o casal. Apesar disso, conforme Wellington, os envolvidos serão responsabilizados já que permaneceram com a criança por cerca de 8h e não informaram às autoridades competentes, assumindo o risco da subtração.

Ainda de acordo com o delegado, outras três ou quatro testemunhas devem ser ouvidas. A polícia também vai intimar a equipe médica responsável pelo atendimento da criança para prestar esclarecimentos acerca do quadro clínico do recém-nascido. A corporação trabalha para identificar e encontrar a mãe do bebê. A criança deve passar por exame de lesão corporal para verificar se sofreu risco de vida por ter sido transportada no bau da motocicleta.

Segundo a investigação, Elenita pediu às enfermeiras para pegar a criança no colo. Na ocasião, aproveitou a distração das funcionárias, usou um cobertor para fazer volume no berço e levar a o recém-nascido. Uma servidora da maternidade contou à polícia que viu a mulher saindo do local. Ao chegar na cama, percebeu que o bebê já não estava mais lá. Outra testemunha, que acompanhava uma gestante, viu o momento em que a técnica em enfermagem deixou a maternidade carregando uma sacola que parecia estar pesada.

Conforme o delegado, as imagens de câmera de segurança que registraram a saída da mulher e os relatos das testemunhas auxiliaram na resolução do caso. “Em menos de 6h a Polícia Civil conseguiu recuperar o bebê e prender os autores. Nós ainda não sabemos se tem dinheiro envolvido nessa história. Vamos apurar se os relatos da Elenita são verdadeiros, mas de qualquer forma já há indícios suficientes para autuarmos estas quatro pessoas em flagrante”, disse.

Saiba mais em: https://www.emaisgoias.com.br/tecnica-em-enfermagem-confessa-sequestro-de-recem-nascido-diz-delegado/

(Fonte: Mais Goiás)

Novo modelo de Carteira de Identidade já pode ser emitido em Goiás

Já pode ser emitido em Goiás o novo modelo de Carteira de Identidade. O documento inclui, em um único impresso, doze tipos informações de pessoais, inclusive nome social, para quem desejar, e tipo sanguíneo.

No modelo precedente, CPF e PIS/PASEP poderiam ser inseridos junto ao Registro Geral (RG). Agora, além desses, Número de Identificação Social (NIS); PIS/PASEP; Cartão Nacional de Saúde; Título de Eleitor; número do documento de identidade profissional; Carteira de Trabalho e Previdência Social; Carteira Nacional de Habilitação (CNH); número de Certificado Militar; tipo Sanguíneo e fator RH; condições específicas de saúde, como atestados ou documento de associação específica de saúde; e nome social podem ser inclusos.

Saiba mais em: https://www.emaisgoias.com.br/novo-modelo-de-carteira-de-identidade-ja-pode-ser-emitido-em-goias/

(Fonte: Mais Goiás)

Começa a valer hoje nova regra pra bagagem de mão em 4 aeroportos

As empresas aéreas brasileiras começaram neste mês a intensificar a fiscalização do tamanho das bagagens de mão de passageiros em voos nacionais. A partir desta quinta-feira (25), em quatro aeroportos do país, as bagagens que estiverem acima do tamanho padrão terão que ser despachadas.

A medida começa a valer por enquanto nos seguintes aeroportos:

  • Juscelino Kubitschek (Brasília)
  • Afonso Pena (Curitiba)
  • Viracopos (Campinas/SP)
  • Aluízio Alves (Natal)

Em outros nove terminais, as aéreas estão orientando os passageiros sobre as normas em vigor, mas o despacho obrigatório ainda não vai valer. Em maio, a orientação será feita em mais dois aeroportos.

Até 23 de maio, as bagagens de mão fora do padrão passarão a ser obrigatoriamente despachada em 15 terminais do país.

Saiba mais em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/04/25/despacho-de-bagagem-de-mao-fora-do-padrao-comeca-nesta-quinta-em-4-aeroportos-do-pais.ghtml

(Fonte: G1)

STJ determina a internação do médium João de Deus em hospital da capital

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou, na tarde desta quinta-feira (21), a internação hospitalar do médium João de Deus. De acordo com os autos, a medida vale, inicialmente, por quatro semanas. Depois desse período, ou caso ele melhore antes disso, o réu deverá voltar para a carceragem.

Saiba mais em: https://www.emaisgoias.com.br/stj-determina-a-internacao-do-medium-joao-de-deus-em-hospital-da-capital/

(Fonte: Mais Goiás)

PF cumpre mandados em ação que apura fake news contra ministros do STF

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quinta-feira (21) dois mandados de busca e apreensão para apurar ataques e fakenews contra ministros do Supremo Tribunal Federal. A operação ocorre em Alagoas e em São Paulo. Os mandados chegaram na madrugada.

A Folha de S.Paulo antecipou que o STF identificou suspeito e que a equipe de investigação sairia às ruas nesta quinta. Os investigadores buscam tirar do ar as contas nas redes sociais de dois dos autores identificados no caso e visam recolher computadores e aparelhos usados por operadores dessa rede.

Um guarda civil metropolitano de Indaiatuba, no interior de São Paulo, e um advogado já foram identificados pela equipe que atua no inquérito como suspeitos de estarem por trás das ações.

O presidente do STF, Dias Toffoli, instaurou o inquérito, que corre em sigilo, no dia 14, e designou o ministro Alexandre de Moraes seu relator. Desde então, houve uma redução dos ataques dirigidos aos ministros, segundo pessoas que acompanham o caso.

A iniciativa é uma resposta a postagens e mensagens ofensivas dirigidas ao Supremo por setores da sociedade, em parte incitadas por congressistas e procuradores da operação Lava Jato. Ministros são acusados de favorecerem a impunidade, quando não de corrupção.

Entre os alvos da apuração pela onda de virulência ao STF estão Deltan Dallagnol e Diogo Castor, da força-tarefa do Ministério Público da Lava Jato.

Saiba mais em: https://www.emaisgoias.com.br/pf-cumpre-mandados-em-acao-que-apura-fake-news-contra-ministros-do-stf/

(Fonte: Mais Goiás)

A cada 60 minutos, uma criança ou adolescente morre por arma de fogo

A cada 60 minutos, uma criança ou um adolescente morre no Brasil em decorrência de ferimentos por arma de fogo. Entre 1997 e 2016, mais de 145 mil jovens com até 19 anos faleceram em consequência de disparos acidentais ou intencionais, como em casos de homicídio e suicídio. Os dados fazem parte de um levantamento divulgado hoje (20) pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

De acordo com o estudo, que considerou dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, em 2016, ano mais recente disponível, foram registrados 9.517 óbitos entre crianças e adolescentes no país. O número é praticamente o dobro do identificado há 20 anos – 4.846 casos em 1997 – e representa, em valores absolutos, o pico da série histórica.

O levantamento mostra que, a cada duas horas, uma criança ou adolescente dá entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento por disparo de arma de fogo. Entre 1999 e 2018, foram registradas quase 96 mil internações de jovens com até 19 anos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Saiba mais em: https://diaonline.r7.com/2019/03/20/a-cada-60-minutos-uma-crianca-ou-adolescente-morre-por-arma-de-fogo/

(Fonte: Dia Online)