Coreia do Norte mantém bases de mísseis, diz grupo nos EUA

coreia-do-norte-kim-jong-un-13112018073744849Um think tank norte-americano disse esta semana que identificou pelo menos 13 das 20 bases não declaradas de operação de mísseis estimadas na Coreia do Norte, ressaltando o desafio dos negociadores norte-americanos que esperam persuadir Pyongyang a encerrar suas operações de armas nucleares e de mísseis de longo alcance.

Em relatórios publicados pelo Centro para Estudos Estratégicos e Internacionais, baseado em Washington, o pesquisador Joseph Bermudez disse que a manutenção e as melhoras de infraestrutura foram observadas em alguns locais, apesar das negociações em processo. O líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeram trabalhar em conjunto para a desnuclearização em seu histórico encontro em junho em Cingapura, mas o acordo não tinha passos específicos previstos e as negociações progrediram pouco desde então. Pouco depois da conferência, Trump publicou no Twitter que “não há mais uma ameaça nuclear na Coreia do Norte”. A Coreia do Norte declarou sua força nuclear “completa” e suspendeu testes de mísseis uma bomba nuclear neste ano, mas negociadores dos Estados Unidos e da Coreia do Sul ainda tentam obter de Pyongyang uma declaração concreta do tamanho e do escopo dos programas de armas, ou uma promessa de que irão suspender o destacamento de seu arsenal existente.  A Coreia do Norte disse que fechou seu local de testes de Punggye-ri e sua planta de testes de mísseis de Sohae. Também foi levantada a possibilidade de abertura de mais sítios e a permissão de inspeções internacionais se Washington tomasse “medidas equivalentes”, das quais não houve sinal até agora. Perguntado sobre se os locais escondidos seriam contra o espírito da reunião e se a Coreia do Norte deveria abrir mão deles, uma autoridade do Departamento de Estado disse que Trump deixou claro que “se Kim seguir com seus compromissos – incluindo a completa desnuclearização e eliminação dos programas de mísseis balísticos – um futuro muito melhor estará adiante para a Coreia do Norte e seu povo”.

(Fonte:https://noticias.r7.com)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: