Justiça determina bloqueio de R$ 50 milhões de João de Deus

O Tribunal de Justiça de Goiás – TJ-GO determinou o bloqueio de R$ 50 milhões em bens do médium João de Deus no final da tarde desta quinta-feira (27).  A decisão tem o objetivo de garantir eventuais indenizações, bem como para evitar ocultação e dilapidação patrimonial.

De todo o valor bloqueado, R$ 20 milhões estariam destinados a indenizações para as vítimas e R$ 30 milhões iriam para danos morais e coletivos.

A medida cautelar foi assinada pela juíza Marli de Fátima Naves e determina que sejam bloqueados os veículos e imóveis não apenas do médium, mas também da Casa Dom Inácio de Loyola.

Na decisão não foram detalhados quais bens entrariam na ação, mas definiu-se que seriam bloqueados até que se atinja o montante estabelecido. Determinou-se também a inclusão deles no Cadastro Nacional de Indisponibilidade de Bens.

Mais Goiás tentou contato com a defesa do médium, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento da matéria.

Relembre o caso

João de Deus continua preso após ser acusado de abusar de centenas de mulheres durante tratamentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. As denúncias vieram à tona após repercussão de entrevistas de algumas vítimas no programa Conversa com Bial, da TV Globo. Em seguida uma força-tarefa da Polícia Civil e Ministério Público foi criada para apurar as denúncias. Na última semana, em um porão, agentes da Polícia Civil (PC) encontraram mais R$ 1,2 milhão em dinheiro, mais uma arma e uma algema em uma propriedade do médium em Abadiânia. Várias pedras, supostamente, preciosas, também foram apreendidas e serão periciadas.

(FONTE: Site Mais Goiás)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.