Permuta facilita pagamento de matrículas e mensalidades escolares

Serviço de troca multilateral tem facilitado a vida de pais e donos de escolas na hora de pagar a renovação da matrícula e na negociação de débitos em aberto

downloadQuem tem filhos estudando sabe muito bem a dor de cabeça que se tem nesta época do ano com a temida  matrícula escolar. Mesmo com o pagamento do 13º salário, incluir essa conta alta no orçamento doméstico não é tarefa fácil, especialmente quando se tem débitos anteriores com a escola. Com três filhos, um de 2 anos, outro de 4 anos e o mais velho de 5,

a empresária Júlia Pittelkow encontrou uma alternativa que pode servir de bom exemplo para outros pais na hora de negociar com os estabelecimentos de ensino.

Ela propôs à diretora da escola em que os filhos estudam uma negociação diferente, por meio de permuta. Antenada às novidades e o fortalecimento dos negócios digitais, a empresária sugeriu à dona da instituição que se cadastra-se na XporY.com, que possui mais de 3.300 empresas e profissionais inscritos, que oferecem os mais variados tipos de serviços e produtos, tudo negociado em X$, moeda virtual adotada pela plataforma digital de permutas multilaterais.

A diretora gostou da sugestão e cadastrou a escola no serviço de permutas. Com isso, Júlia transferiu X$ 31 mil (equivalentes a 31 mil reais) para a instituição e quitou, antecipadamente, não só a matrícula, mas todas as mensalidades escolares para o ano que vem dos seus três filhos. Júlia é proprietária de uma loja online de roupas infantis, e, além da escola dos filhos, tem usado os créditos de permuta para contratar serviços de contador e também uma empresa que desenvolve uma plataforma para o e-commerce de seus produtos.

O acúmulo dos créditos em X$, por parte da empresária, veio em apenas três meses de cadastro na plataforma digital de troca multilaterais. “Obtive uma renda em X$ que nem eu mesma esperava. Resolvi usar esses créditos de forma inteligente. Por isso fiz a proposta para a escola, que aceitou e eu quitei de forma adiantada a conta que mais pesava no orçamento da minha família”, conta Júlia, que comercializou mais de 100 mil em X$ de seus produtos, em três meses.

Segundo Júlia Pittelkow, o serviço de permuta lhe trouxe mais poder de compra e negociação. “Apesar de eu ser uma boa pagadora em reais, não conseguiria pagar de uma só vez um ano inteiro de escola dos meus filhos. Mas, como tinha os créditos em X$ à disposição, fiz a proposta e a diretora da escola percebeu ser uma boa oportunidade para acessar um volume de recurso bem maior e de forma imediata e usando esses créditos para inúmeros serviços que o estabelecimento precisa”, explica.

Negociando débitos

A empresária Luciana Roberta de Melo é diretora da Escola Vivenciar, no Setor Central, em Goiânia, e oferece educação do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, atendendo crianças a partir de seis anos. Ela relata que entrou na plataforma XporY.com há cerca de dois meses e identificou no serviço de permutas uma boa oportunidade de negociar os débitos de pais que estavam inadimplentes com as mensalidades.

“Abrimos um período de negociação de débitos referentes a 2018 para pagamento em X$. Tivemos muita procura e estamos em negociação. Espero fechar o ano com tudo resolvido”, diz a diretora. Segundo ela, a perspectiva é de receber mais de 100 mil em X$ ao final das negociações. Na avaliação da empresária, a negociação por meio dos créditos de permuta foi uma alternativa interessante, tanto para escola, que receberá boa parte dos débitos, quanto para os pais que estão sem capital no momento, mas querem se organizar financeiramente.

Além da negociação de débitos, Luciana também abriu vagas para o ingresso de novos alunos em 2019 e com as mensalidades e matrícula podendo ser pagas em X$. Ela está ofertando na plataforma dez vagas. Os créditos acumulados na plataforma de permutas, a empresária pretende usar em serviços que a escola utiliza constantemente, como mão de obra de pedreiro e pintor, serviços gráficos, papelaria, compra de material de limpeza, etc.

A negociação de débitos por meio de permuta foi a saída que o cirurgião dentista Marcelo Nunes Ribeiro encontrou para resolver o problema de algumas mensalidades da escola do filho que estavam em atraso. “Eu precisava acertar algumas mensalidades em atraso e vislumbrei a oportunidade de fazer essa negociação”, conta. Com o aceite da escola ao convite para entrar na plataforma de permutas, fiz um acordo e consegui quitar débitos em atraso e pagar as mensalidades deste ano e a matrícula.

O odontólogo conta que conheceu a XporY.com por sugestão do irmão, que também é dentista, como uma forma para aumentar a clientela do consultório. “Aumentei o número de atendimentos e consegui novos clientes. Além disso, usando os créditos da permuta estou economizando em muita coisa”, afirma.

Serviços de educação

Os donos de estabelecimentos de ensino têm encontrado na modalidade de permuta uma boa alternativa para ampliar a oferta de seus serviços e com isso conseguir mais clientes. A empresária Andréia Cotrim Monte é diretora da Escola e Berçário Mundo da Criança, situada no Setor Jaó, em Goiânia. Há dois meses sua empresa integra o conjunto de mais de 3.300 inscritos na XporY.com.

Pela plataforma ela está oferecendo a opção de matrícula de novos alunos, renovação para os veteranos e pagamento de mensalidades em X$. Estão inclusos na oferta vagas para o berçário, jardim I e II, atendendo crianças de dois meses a cinco anos, tanto para período integral, quanto para meio período.

Andreia Monte revela que pretende abrir cerca de 10 novas vagas para atender à demanda de permutas. Atualmente a escola e berçário tem 40 alunos no total. Ela conta que seu interesse na plataforma é usar os créditos da moeda virtual para fazer uma reforma na escola, que é feita sempre ao final de cada ano. “Vou usar os créditos em X$ referente às matrículas e mensalidades para fazer uma pintura na escola, além de adquirir as tintas e novos brinquedos”. 

fonte: www.comunicacaosemfronteiras.com

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.