Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, é absolvido na Espanha em caso de lavagem de dinheiro

O ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, foi absolvido em um caso de lavagem de dinheiro pelo qual havia passado 21 meses em prisão preventiva, anunciou nesta quarta-feira a Justiça da Espanha. O advogado Andrés Maluenda, responsável pela defesa, lembrou que seu cliente passou longo tempo detido e teve 13 pedidos de liberdade condicional negados no período, mesmo oferecendo € 35 milhões (cerca de R$ 154 milhões) de garantia.

– Foi um caminho longo, sofrido, um processo duríssimo. Todos comemoramos. Não é habitual que depois de estar 21 meses em prisão preventiva ganhe a liberdade – disse Maluenda.

A Audiência Nacional, tribunal com sede em Madri, absolveu o ex-dirigente e outros cinco acusados: sua esposa Marta Pineda, seu sócio Joan Besolí, Josep Colomer, Pedro Andrés Ramos e Shahe Ohannessian. Todos se livraram da pena que podia chegar inicialmente a 11 anos de cadeia – baixada posteriormente no pedido final para seis anos – por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro de comissões dos direitos audiovisuais de 24 partidas da seleção brasileira e de patrocínio da Nike. O tribunal considerou que não havia provas suficientes para se chegar à conclusão da prática dos crimes e levou em conta o princípio in dubio pro reo (em dúvida, a favor do réu).

Saiba mais em: https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/sandro-rosell-ex-presidente-do-barcelona-e-absolvido-na-espanha-em-caso-de-lavagem-de-dinheiro.ghtml

Fonte: G1 Esportes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: