“Sem o 5G, o Brasil atrasará a sua recuperação econômica”, diz executivo

São Paulo – Desde janeiro de 2018 no comando da gigante americana Qualcomm Technologies, uma das empresas de tecnologia mais valiosas do mundo, o brasileiro radicado nos Estados Unidos Cristiano Amon tem a missão de espalhar a telecomunicação 5G em todo o mundo.

Nesta semana, ele desembarca em Brasília para participar de um encontro que debaterá os rumos da telefonia, além de mostrar as vantagens do 5G, que deverá ter suas frequências licitadas em leilão do governo brasileiro em 2020. 
Para o executivo, o 5G acelerará a transformação digital das empresas, tornará a economia brasileira mais dinâmica e ajudará o país a ganhar competitividade global. Confira a entrevista completa.


Qual é a sua expectativa para o mercado de 5G no Brasil?

O 5G sofreu um processo de aceleração no mundo inteiro, principalmente nos países desenvolvidos. A expectativa é que o Brasil tenha o 5G em 2020. Tudo vai depender do prazo para o leilão de frequências. Porém, uma coisa importante de destacar é que o 5G tem uma diferença principal em relação às outras gerações de telefonia móvel. Ele não atende só a necessidade da operadora, mas de várias outros setores, como a indústria automotiva, todos os segmentos industriais, cidades inteligentes, entre muitas outros. Para um país em desenvolvimento como o Brasil, que está em busca de crescimento econômico, o 5G representa uma grande oportunidade. Gostaria que fosse implementado o mais rapidamente possível.

Veja mais em:https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2019/05/21/internas_economia,756216/sem-o-5g-o-brasil-atrasara-a-recuperacao-economica-diz-executivo.shtml

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: